BARRA DO GARÇAS

Agronegócio

Concursos MT oferecem salários de até R$ 7 mil

Publicados

Agronegócio

Diversas instituições de Mato Grosso estão com inscrições abertas para concursos e seletivos. Ainda não há informações sobre adiamento ou cancelamento de certames. As oportunidades são para todos os níveis de escolaridade e há cargos com salários de até R$ 7 mil. Confira:

Prefeitura de Santa Rita do Trivelato (Seletivo)

Escolaridade: fundamental e médio

Cargo: Agente de Alimentação Rede Educacional – Merendeira – Zona Rural; Agente de Manutenção e Infraestrutura Educ – Zelador – Zona Rural; Auxiliar de Laboratório; Biomédico; Eletricista Automotivo; Operador de Maquinas Cat "C, D Ou E" (3); Professor de Musica; Recepcionista – Zona Rural; Técnico em Enfermagem; Técnico em Radiologia; e Zelador de Patrimônio.

Salário: R$ 1.405,78 a R$ 4.571,84

Inscrição: até 27 março

Site: https://www.santaritadotrivelato.mt.gov.br/

 

Câmara de Itiquira (Concurso)

Escolaridade: todas

Cargo: Advogado; Agente Administrativo; Agente de Segurança; Analista de Controle Interno; Auxiliar de Serviços Gerais; Motorista

Salário: R$ 1.267,64 a R$ 6.134,06

Inscrição: 2 de março até 1º de abril

Site: Grupo Atame

Leia Também:  FAB envia equipe para investigar queda de avião que matou duas pessoas em Primavera

Taxa: R$ 60,00 a R$ 120,00

 

Prefeitura de Alto Araguaia (seletivo)

Escolaridade: superior e médio

Cargo: Professores de Pedagogia, Geografia, Ciências, Matemática, Língua Portuguesa e Inglês; Técnico em gestão Escolar; Monitora do Desenvolvimento Infantil; Nutricionista e Bibliotecária

Salário: R$ 1.0259,35 a R$ 3.257,13

Inscrição: até 26 de março

Site: presencial

Taxa: não informada

 

Prefeitura de Cotriguaçu (seletivo)

Escolaridade: todas

Cargo: Agente de Serviço Saúde; Agente de Vigilância; Assistente Técnico em Saúde; Auxiliar Administrativo; Auxiliar de Consultório Odontológico; e Especialista em Saúde

Salário: R$ 1.045,00 a R$ 3.613,28

Inscrição: até 31 de março

Site: S.O.S. Assessoria

Taxa: R$ 40,00 a R$ 80,00

 

Prefeitura de Itanhangá

Escolaridade: superior

Cargo: Auditor Fiscal Ambiental e Sanitário; Auditor Fiscal de Obras e Posturas; Auditor Fiscal de Tributos e Procurador Jurídico.

Salário: R$ 3.602,54 a R$ 6.304,46

Inscrição: 23 de março até 22 de abril de 2020

Site: KLC concursos

Taxa: 130,00 

 

Prefeitura de Lucas do Rio Verde

Escolaridade: todas

Cargo: Ajudante Administrativo; Almoxarife; Analista em Tecnologia da Informação; Auditor Fiscal do Município; Fiscal de Tributos; Motorista de Caminhão; Motorista de Transporte Escolar; Operador de Máquinas; Padeiro; Professor de Pedagogia ; Técnico Administrativo Educacional – Área Monitoria – Nível Médio não profissionalizante; Técnico Administrativo Educacional – Área Secretaria e Técnico Agrícola – Nível Médio Técnico.

Leia Também:  Com fechamento de indústrias, mais de 12% do gado mato-grossense é abatido fora do estado e há fila para abate

Salário: R$ 1.919,89 a R$ 7.055,71.

Inscrições: até 1º de abril de 2020

Site: Grupo Atame

Taxa: R$ 60,00 a R$ 120,00

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Agronegócio

Senador do agronegócio de Mato Grosso sai na defesa de Lula e afirma “Não é o MST, é o Bolsonaro que toma nossas terras”

Senador defende governo do PT e diz que Bolsonaro defende desmatamento e grilagem de terra

Publicados

em

O PT está eufórico com o apoio que a candidatura Lula conquistou nos últimos dias num segmento quase eminentemente bolsonarista: o agronegócio.

O petista está “entrando” num dos estados mais pró-Bolsonaro do país, que é o Mato Grosso. Em 2018, esses eleitores deram 66,4% de votos ao atual presidente, na disputa contra Fernando Haddad.

Na última pesquisa do Datafolha, Bolsonaro alcançava 32% no Centro-Oeste, contra 25% de Lula.

Na semana que passou, Lula ganhou a adesão de uma turma forte do agronegócio matogrossense. Estão com o PT o senador licenciado Carlos Fávaro, do PSD de Kassab, e o deputado federal Neri Geller, do PP de Arthur Lira

Juntos, trazem o apoio da família Maggi, onde estão os maiores produtores de soja do mundo.

 

Os dois – Fávaro e Geller – estiveram com Lula e Geraldo Alckmin semana passada, em Brasília. Posaram para fotos e oficializaram o apoio.

Desde o anúncio, os dois estão sendo alvos de críticas e de notas de repúdio de um ou outro sindicato rural no estado, mas também têm recebido apoios, esses mais discretos e em silêncio.

Leia Também:  Silo explode com toneladas de milho e causa prejuízo milionário em MT

Fávaro, que já foi um assentado da reforma agrária e hoje é uma agropecuarista de peso no estado, conversou com o Blog do Noblat sobre esse momento. Está convicto de sua escolha. Ele argumenta, com dados comparativos, que as gestões do PT foram muito mais vantajosas para o agronegócio que esses quatro anos de Bolsonaro.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

PAU E PROSA

POLICIAL

CIDADES

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA