BARRA DO GARÇAS

Agronegócio

DINETEC 2022: Começa hoje o maior evento do agro em Canarana

A feira agropecuária voltada para agricultores, pecuaristas e empresas ligadas ao agro que buscam inovação e tecnologia.

Publicados

Agronegócio

Prefeito Fábio Faria, em defesa do Agro e da classe produtora

Começa hoje, quarta-feira (12) o Dinetec 2022 – dias 12, 13 e 14 de janeiro. O maior evento de agronegócio da região e um dos maiores do país, busca melhorias para te atender da melhor forma possível, com total segurança e apresentar tudo que há de mais moderno e rentável no mercado agro.

A maior diversidade de culturas do Brasil, máquinas, implementos, tecnologias, instrumentos, produtos, e mais uma infinidade de coisas, que serão expostas pelas empresas no Dinetec.

Foto: Portal Noticiário

A entrada é gratuita e o evento possui estacionamento. Realizado pela primeira vez em 2015, o Dinetec foi criado para promover o fortalecimento da classe produtora, a fim de fomentar o desenvolvimento agrícola, proporcionar o contato entre as empresas e clientes, prospectar e findar negócios, de modo a aquecer a economia de Canarana e toda a região.

A feira agropecuária voltada para agricultores, pecuaristas e empresas ligadas ao agro que buscam inovação e tecnologia. Conforme a Meta Consultoria Agrícola, empresa que organiza a feira, todos os anos mais de 200 empresas ligadas ao agronegócio, incluindo as maiores multinacionais do globo, expõe novidades para os produtores em uma área de mais de 100 mil metros quadrados, reunindo cerca de 15 mil visitantes nos três dias de evento e movimentando milhões de reais em negócios.

Leia Também:  Mato Grosso lidera na produção de cereais no Brasil; safra de milho quadruplica em 11 anos

No Dinetec haverá o que há de mais moderno e inovador no universo do agronegócio: sementes, insumos e máquinas agrícolas, além de condições especiais, crédito rural, parceiros estratégicos e todas as novidades e lançamentos relacionados ao agronegócio.


COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Agronegócio

Senador do agronegócio de Mato Grosso sai na defesa de Lula e afirma “Não é o MST, é o Bolsonaro que toma nossas terras”

Senador defende governo do PT e diz que Bolsonaro defende desmatamento e grilagem de terra

Publicados

em

O PT está eufórico com o apoio que a candidatura Lula conquistou nos últimos dias num segmento quase eminentemente bolsonarista: o agronegócio.

O petista está “entrando” num dos estados mais pró-Bolsonaro do país, que é o Mato Grosso. Em 2018, esses eleitores deram 66,4% de votos ao atual presidente, na disputa contra Fernando Haddad.

Na última pesquisa do Datafolha, Bolsonaro alcançava 32% no Centro-Oeste, contra 25% de Lula.

Na semana que passou, Lula ganhou a adesão de uma turma forte do agronegócio matogrossense. Estão com o PT o senador licenciado Carlos Fávaro, do PSD de Kassab, e o deputado federal Neri Geller, do PP de Arthur Lira

Juntos, trazem o apoio da família Maggi, onde estão os maiores produtores de soja do mundo.

 

Os dois – Fávaro e Geller – estiveram com Lula e Geraldo Alckmin semana passada, em Brasília. Posaram para fotos e oficializaram o apoio.

Desde o anúncio, os dois estão sendo alvos de críticas e de notas de repúdio de um ou outro sindicato rural no estado, mas também têm recebido apoios, esses mais discretos e em silêncio.

Leia Também:  Mato Grosso lidera na produção de cereais no Brasil; safra de milho quadruplica em 11 anos

Fávaro, que já foi um assentado da reforma agrária e hoje é uma agropecuarista de peso no estado, conversou com o Blog do Noblat sobre esse momento. Está convicto de sua escolha. Ele argumenta, com dados comparativos, que as gestões do PT foram muito mais vantajosas para o agronegócio que esses quatro anos de Bolsonaro.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

PAU E PROSA

POLICIAL

CIDADES

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA