Agronegócio

MT foi responsável por 25% das exportações de soja do país

Além disso, foi o estado que mais exportou se comparado a outras unidades federativas.

Publicados

Agronegócio

Mato Grosso foi responsável por 25% do volume total de exportações do Brasil em 2021. Além disso, foi o que mais exportou se comparado com outros estados.

De acordo com a Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec), foram mais de 86 milhões de toneladas de soja exportada pelo Brasil em 2021. O volume é 5% maior do que 2020 e superou o recorde de 2018, que era de 83 milhões de toneladas.

A China foi o país que mais comprou, foi quase 60 milhões de toneladas.

De acordo com o analista de mercado Rodrigo Santos, mesmo com as chuvas tardias, o estado conseguiu manter a média de exportações.

“Apesar de na última safra a gente ter o período de chuvas um pouco tardio, o país conseguiu manter a produtividade dentro daquilo que era esperado e o mercado externo absorveu toda essa produção e fez com que a gente batesse os recordes de exportação”, disse.

Em contrapartida, a exportação de milho foi a menor desde 2012. No ano passado foram 20 milhões de toneladas. Em 2019, o número foi de 19 milhões.

Leia Também:  CPI pode quebrar nesta terça os sigilos de Carlos Bolsonaro, Wajngarten, Araújo e Pazuello

Mesmo assim, 60% do que o país exportou, saiu de Mato Grosso.

Segundo o analista, a justificativa são os problemas climáticos em todo o país no período de plantação do milho.

“No caso do milho, a gente teve um problema climático severo durante um período importante da produção com falta de chuva. Isso fez com que o volume fosse quase 20% menor de produção e teve o impacto na importação também”, contou.

Outro fator, está em relação as indústrias de etanol motivaram o aumento da compra do milho no mercado interno, segundo Rodrigo.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Agronegócio

Governo faz chamamento público para fomento da bacia leiteira em Mato Grosso

Associações e cooperativas poderão se inscrever; sessão ocorre no dia 21 de fevereiro

Publicados

em

O governador Mauro Mendes e o secretário de Estado de Agricultura Familiar, Silvano Amaral, anunciaram a publicação de um edital de chamamento público para fomentar a bacia leiteira em Mato Grosso, com distribuição de novilhas, embriões e sêmen sexados. O investimento será na ordem de R$ 17,9 milhões.

O documento foi publicado no Diário Oficial desta quinta-feira (20.01). Poderão participar associações e cooperativas da cadeia produtiva do leite no estado.

“Junto com essas cooperativas e associações, vamos distribuir mil novilhas prenhas, da raça Girolando, de alta qualidade, e com isso vamos dar uma grande contribuição para a melhoria da qualidade da produção de leite em Mato Grosso. E além disso, vamos entregar também 2 mil embriões sexados e 20 mil sêmen, também sexado”, relatou o governador.

O secretário Silvano Amaral explicou que essa é mais uma ação do programa Mais MT para incentivar e melhorar as diversas cadeias produtivas no estado, especialmente das famílias que vivem da pequena agricultura e pecuária.

“As associações e cooperativas têm até o dia 21 de fevereiro para apresentar as suas propostas na Secretaria”, disse.

Leia Também:  Mulher é esfaqueada pelo ex-marido em Pontal do Araguaia

O edital

Os interessados em participar do chamamento deverão ter condições financeiras para aportar uma contrapartida de 100% dos investimentos feitos pelo Governo do Estado.

A abertura da sessão pública ocorrerá no dia 21 de fevereiro, às 9h, na sala de reunião principal da Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (SEAF).

O edital completo pode ser consultado no site www.agriculturafamiliar.mt.gov.br, bem como na sede da SEAF, na Superintendência da Agricultura Familiar, no período das 08h30 às 17h horas, ou solicitado pelo e-mail: [email protected]/[email protected]

Todas as publicações referentes ao chamamento público serão divulgadas no Diário Oficial do Estado de Mato Grosso: https://www.iomat.mt.gov.br/

Eventuais dúvidas, esclarecimentos ou impugnações podem ser tratadas nos e-mails [email protected]/[email protected] ou pelo telefone (65) 3613- 6224.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

PAU E PROSA

POLICIAL

CIDADES

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA