BARRA DO GARÇAS

Agronegócio

PM prende alemão com 27 mil dólares em Vila Bela

Publicados

Agronegócio

A Polícia Militar prendeu, na madrugada de segunda-feira (12), um homem identificado como J.R.F., em uma praça de Vila Bela de Santíssima Trindade (520 km de Cuiabá), com U$ 27 mil. O caso aconteceu por volta das 3 horas, quando os PMs foram acionados para averiguar a denúncia de um homem portando uma arma de fogo.

De acordo com o boletim de ocorrências, quando o suspeito viu as viaturas, ele saiu da camionete e se sentou em um banco da praça, na companhia da esposa. Os policiais realizaram buscas, mas não encontraram nada com os suspeitos. Ao ser indagado se levava algo ilícito no veículo, o suspeito conhecido como ‘alemão’ negou, mas ficou nervoso.

Quando os policiais iam em direção ao carro, a esposa do suspeito se adiantou, afirmando que precisava pegar um documento pessoal e escondeu maços de dólares junto ao corpo, cena denunciada por populares. A mulher foi revistada por uma policial mulher, que encontrou o dinheiro. Os policia encontrou 100 notas de U$ 100, resultando em 10 mil dólares.

Leia Também:  Estado vai apoiar projeto de internacionalização de feira agrícola

Diante dos fatos, o casal foi levado para a delegacia para prestar esclarecimentos sobre a origem do dinheiro apreendido. Os policiais entregaram o dinheiro ao casal para ser contato, mas tentaram tirar U$ 5,6 mil do montante. Ao perceber que os suspeitos apresentavam versões controversas a todo momento, os PMs resolveram fazer uma busca detalhada

Os policiais encontraram mais dólares escondidos em um compartimento (mocó) no painel da S10, totalizando U$ 27 mil. De acordo com o B.O., o suspeito ‘alemão’ assumiu que era dono do dinheiro, mas não explicou a origem. Ainda de acordo com a PM, o suspeito é brasileiro. O casal foi encaminhado para delegacia da cidade, sem lesões corporais e sem algemas.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Agronegócio

Senador do agronegócio de Mato Grosso sai na defesa de Lula e afirma “Não é o MST, é o Bolsonaro que toma nossas terras”

Senador defende governo do PT e diz que Bolsonaro defende desmatamento e grilagem de terra

Publicados

em

O PT está eufórico com o apoio que a candidatura Lula conquistou nos últimos dias num segmento quase eminentemente bolsonarista: o agronegócio.

O petista está “entrando” num dos estados mais pró-Bolsonaro do país, que é o Mato Grosso. Em 2018, esses eleitores deram 66,4% de votos ao atual presidente, na disputa contra Fernando Haddad.

Na última pesquisa do Datafolha, Bolsonaro alcançava 32% no Centro-Oeste, contra 25% de Lula.

Na semana que passou, Lula ganhou a adesão de uma turma forte do agronegócio matogrossense. Estão com o PT o senador licenciado Carlos Fávaro, do PSD de Kassab, e o deputado federal Neri Geller, do PP de Arthur Lira

Juntos, trazem o apoio da família Maggi, onde estão os maiores produtores de soja do mundo.

 

Os dois – Fávaro e Geller – estiveram com Lula e Geraldo Alckmin semana passada, em Brasília. Posaram para fotos e oficializaram o apoio.

Desde o anúncio, os dois estão sendo alvos de críticas e de notas de repúdio de um ou outro sindicato rural no estado, mas também têm recebido apoios, esses mais discretos e em silêncio.

Leia Também:  Exportações de Mato Grosso têm novo recorde em 2022: US$ 17,4 bi

Fávaro, que já foi um assentado da reforma agrária e hoje é uma agropecuarista de peso no estado, conversou com o Blog do Noblat sobre esse momento. Está convicto de sua escolha. Ele argumenta, com dados comparativos, que as gestões do PT foram muito mais vantajosas para o agronegócio que esses quatro anos de Bolsonaro.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

PAU E PROSA

POLICIAL

CIDADES

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA