BARRA DO GARÇAS

Brasil

Ex-catador e ex-servente, médico formado pelo Prouni agradece a Lula durante ato em Olinda (PE)

Publicados

Brasil

O ato político do Movimento Vamos Juntos Pelo Brasil em Olinda (PE), na noite de hoje, 21, começou com um depoimento emocionado, quando o médico José Paulo do Santos, que começou a vida como catador de recicláveis e servente de pedreiro antes de estudar por meio do Prouni, contou sua história de vida para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O evento aconteceu na Classic Hall, uma casa de eventos na Região Metropolitana de Recife.

“Eu sou médico, mas antes de ser médico era filho de um pedreiro e fui servente de pedreiro com meu pai. E eu sou o primeiro médico em 5 gerações na minha família, e eu só sou médico porque aquele presidente que está ali acredita na gente, acredita no povo. E foi graças ao ProUni, foi graças aos programas sociais do PT que hoje eu tenho o privilégio de estar aqui”, contou José Paulo.

Após receber um abraço do ex-presidente, ele contou como, junto com seus pais e irmãos, chegou a viver nas ruas em Minas Gerais, coletando latas e outros materiais recicláveis. Depois, morou em uma favela em Belo Horizonte. Sem fazer cursinho, conseguiu cursar Medicina pelo ProUni e se formar, antes de ir trabalhar em Ipojuca (PE) por meio do programa Mais Médicos. Para ele, retomar as políticas públicas dos governos petistas é essencial para recuperar o país.

Leia Também:  Datafolha: 73% dizem que há corrupção no governo Bolsonaro

“Para que a gente não seja apenas catador de papel, com muita dignidade. Para que a gente não cate latinha, mas que nós possamos ser médicos, que possamos ser arquitetos, que possamos ser engenheiros. Esse presidente não mudou apenas a minha geração, ele mudou todas as gerações que virão a seguir, porque foi um presidente que investiu em universidades federais, que investiu em Institutos Federais”, disse ele.

Em seu discurso, no encerramento do ato, Lula chamou José Paulo de volta para o palco e disse que a história do médico reflete os principais valores pelos quais guiou seu governo: possibilitar que o povo pobre e trabalhador tenha igualdade de oportunidades no país.

“Quantas pessoas pobres e negras conseguiram o diploma de doutor? Eles não querem ver o povo na universidade porque eles sabem que o rico não é mais inteligente que o pobre. O que o pobre precisa é ter oportunidade igual para competir no emprego, nas universidades”, declarou o ex-presidente.

Para ele, a inclusão de milhões de brasileiros no mercado interno foi o que ajudou o Nordeste e Pernambuco, em particular, a sair de uma situação de séculos de abandono. Tudo graças a políticas públicas de qualidade.

“Eu imaginei que a gente poderia fazer, e conseguimos tirar o Brasil do Mapa da Fome, conseguimos fazer o Brasil ser respeitado no mundo inteiro. Conseguimos ver o Nordeste ter mais universidades, mais escolas técnicas, ter mais doutores e mais mestres, mais cientistas. Muitas vezes o crescimento do PIB do Nordeste era acima do crescimento da China. Veio para o Nordeste uma indústria que antes só ficava no centro-sul do país, porque era lá que tinha mais mão de obra qualificada”, destacou.

Leia Também:  Fachin rejeita recurso da PGR e mantém anulação sobre Lula

Para Lula, a decisão feita em seu governo, de tratar as unidades da federação com mais equidade, foi um dos ingredientes principais que ajudaram a impulsionar a economia brasileira.

“A gente resolveu que era possível criar uma política de distribuição de renda, e que todos os estados tivessem chance de crescer economicamente. É por isso que nós fizemos o porto (de Suape) junto com o estado. Por isso que começamos a fazer a (ferrovia) Transnordestina que lamentavelmente ainda não ficou pronta. Fizemos a transposição do São Francisco, que desde 1846 se tentava fazer e ninguém tinha coragem. E nós fizemos o canal para levar água para 12 milhões de pessoas que moram no Semiárido”, lembrou.

 

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasil

Alunos de Medicina da UFRJ levantam toalha de Lula na formatura

Ex-presidente compartilhou foto dos estudantes em seu perfil do Twitter

Publicados

em

No último domingo, 31, uma turma de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) viralizou nas redes após uma foto de formatura diferenciada. Além das tradicionais fotos de beca com o Pão de Açúcar no fundo, os estudantes levaram uma toalha estampada com o rosto de Lula (PT) para compor o cenário. “Os próximos médicos da UFRJ estão com Lula”, escreveu um dos formandos em um post. A imagem chegou até o petista, que a compartilhou em seu perfil do Twitter. “Parabéns aos formandos. Desejo uma boa carreira melhorando nossa saúde pública. Um abraço”, disse o ex-presidente.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Fachin rejeita recurso da PGR e mantém anulação sobre Lula
Continue lendo

PAU E PROSA

POLICIAL

CIDADES

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA