Brasil

Policiais federais do país protestam contra ações do presidente Jair Bolsonaro

Categoria pede reestruturação da instituição policial, da carreira e reajuste salarial de 5%; classe cobra promessa de presidente

Publicados

Brasil

oliciais federais protestam nesta na quinta (28), em frente à sede, na avenida do CPA, reivindicando assinatura de Medida Provisória que conceda a reestruturação da instituição policial e reajuste salarial de 5%. As manifestações ocorrem nos 26 estados e no Distrito Federal.

A mobilização tem o objetivo de pressionar o presidente Jair Bolsonaro (PL), que fez uma série de promessas na campanha eleitoral para valorizar a categoria  e não cumpriu nenhuma até agora.

Os manifestantes carregam faixas que destacam as seguintes frases: “presidente, cumpra a sua palavra. Promessa é dívida! e “desvalorizar os policias federais é fortalecer a corrupção”.

Em nota aberta divulgada ontem (27), a ADPF relatou que os policiais federais estão frustrados, pois o orçamento de R$ 1,7 bilhão para a reestruturação de carreira já foi aprovado pelo Congresso. No entanto, o presidente Jair Bolsonaro (PL) ainda não assinou a medida em benefício dos servidores públicos.

“A classe se reuniu em assembleia na última terça (19) para decidir e alinhar medidas e providências a serem tomadas em reação à clara omissão do Governo Federal”, diz trecho da nota.

Leia Também:  Maia: Bolsonaro quer presidência da Câmara para tocar pauta ambiental, armamentista e de costumes

Bandeira

A associação cita que o governo levantou a bandeira em defesa das forças de segurança pública, entretanto, não receberam qualquer valorização do seu trabalho e sacrifício durante a gestão Bolsonaro.

Além da manifestação, que acontecerá em todo o país, o diretor-geral da Polícia Federal será comunicado a respeito de uma recomendação, em que os delegados federais não viajem em missão, até receberem o pagamento prévio de diárias.

“A entidade aprovou, ainda, o indicativo de recomendação de operação-padrão e redução de produtividade nas atividades administrativas de fiscalização, bem como indicativo de paralisação das atividades junto com os demais cargos da PF, esta última a ser ratificada em assembleia no dia 02 de maio”, resumiu sobre a reunião.

Mais uma vez, a categoria manifesta o descontentamento com as ações do governo.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasil

O ponto mais importante da fala de Lula: é preciso devolver o fascismo ao esgoto de onde jamais deveria ter saído

Publicados

em

Dos cerca de 40 minutos de discurso, lido durante o lançamento do Movimento Vamos Juntos Pelo Brasil neste sábado (7) em São Paulo, o ponto mais importante da fala do ex-condenado Lula foi a defesa de que o fascismo seja devolvido ao esgoto onde jamais deveria ter saído e a defesa de uma “revolução pacífica” no País.

“Chega de ameaças, chega de suspeições absurdas, chega de chantagens verbais, chega de tensões artificiais”, disse Lula. “Nós vamos fazer a maior revolução pacífica que a história do mundo conhece”.

O país precisa de calma e tranquilidade para trabalhar e vencer as dificuldades atuais. E decidirá livremente, no momento que a lei determina, quem deve governá-lo”, acrescentou.

Nós queremos governar para trazer de volta o modelo de crescimento econômico com inclusão social que fez o Brasil progredir de modo acelerado e tirou 36 milhões de brasileiros da extrema pobreza”, disse.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Menina com apenas 10 anos, já grávida! Este é o retrato do Brasil…
Continue lendo

PAU E PROSA

POLICIAL

CIDADES

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA