Cidades

Após vazar áudios e denúncias da imprensa, prefeito de Pontal do Araguaia afasta secretária de saúde acusada de assédio moral

Nos áudios, a secretária Maria Glória usa termos ofensivos para falar de vereadores e funcionários. Servidores a denunciaram no Ministério do Trabalho.

Publicados

Cidades

O prefeito de Pontal do Araguaia, Adelcino Lopo, anunciou que a partir desta quinta-feira (18/11) vai despachar direto da Secretaria de Saúde de Pontal do Araguaia e que permanecerá na pasta o prazo que for necessário.

Essa posição do Adelcino foi uma resposta à denúncia contra a secretária de Saúde Maria Glória da Silva por assédio moral a funcionários e que se agravou após vazamento de áudios mostrados pela imprensa onde a secretária usou termos pejorativos para se referir não só a funcionários, mas também a vereadores no município. Glória foi afastada do cargo para preservar a investigação, destacou Adelcino. Os áudios foram enviados por Glória para alguma pessoa de sua confiança, porém vazaram e foram parar em grupos de WhatsApp e com isso claro chegaram ao conhecimento das autoridades que investigam o caso, ontem uma emissora de Rádio mostrou com exclusividade.

Nos áudio a então secretária Glória se refere de forma baixa a alguns servidores e vereadores – que segundo ela – estariam tentando fazer uso político da secretaria de saúde. Ela atacou a presidente da Câmara de Pontal do Araguaia, Fabiana Corte, com xingamentos chamando-a de ‘vaca’.

Leia Também:  AL aprova isenção de desconto para aposentados com doenças graves

Outra vítima das ofensas de Glória foi o ex-funcionário Robert William, que esteve na emissora afirmando que foi alvo de assédio moral no trabalho por parte da secretária. (ACOMPANHE OS AUDIOS LOGO ABAIXO).Nesta quinta-feira, o prefeito Adelcino esteve no estúdio de outra emissora e confirmou que ele próprio começa a despachar da Secretaria de Saúde.

O gestor ressaltou que tomou conhecimento sobre a denúncia no MPT contra Glória por xingamentos, apelidos e ameaças a funcionários e que designou uma comissão na prefeitura para apurar esses fatos. O prefeito explicou ainda que o inquérito junto ao Ministério Público do Trabalho ainda não foi aberto.

No período da manhã antes de começar seu expediente na Secretaria de Saúde ele passou na residência da ex-secretária e conversou bastante com ela pelo fato da mesma estar em repouso após uma cirurgia, ocasião em comunicou oficialmente seu afastamento. 

Durante a entrevista a emissora de rádio o prefeito pediu desculpas publicamente a população de Pontal do Araguaia, funcionários e vereadores sobre as ofensas cometidas por Glória Maria e ressaltando que esse caso será devidamente esclarecido. OUÇA OS ÁUDIOS:
Após áudios vazados, Adelcino afasta secretária de Saúde de Pontal do Araguaia acusada de assédio moral OUÇA ÁUDIOS – Araguaia Notícia (araguaianoticia.com.br)

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Cidades

Estado construirá mais de 20 mil casas para carentes em MT

Publicados

em

Idealizado pela primeira-dama do Estado, Virginia Mendes, o programa SER Família Habitação foi aprovado em segunda votação pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) na última semana. O Projeto de Lei 962/2021, que prevê a implementação do programa, deve ser sancionado pelo governador Mauro Mendes nos próximos dias.

“Fiquei muito feliz com a aprovação! Agradeço aos deputados que contribuíram para que saísse o Projeto de Lei. Através do SER Família Habitação, muitas famílias vulneráveis de MT terão direito à moradia. Infelizmente ainda temos muitas famílias mato-grossenses que não têm um lar, e a intenção desse programa é dar qualidade de vida para a população mais carente de Mato Grosso”, afirmou Virginia Mendes.

“Precisamos atender a população que sonha com a casa própria, que sonha em ter condições para cuidar da sua família. O Governo terá o apoio da Assembleia Legislativa para concretizar o sonho dessas famílias e dar tranquilidade a muitos mato-grossenses”, completou o presidente da ALMT, deputado Max Russi.

O “Ser Família Habitação” será executado pela MT Participações e Projetos (MT PAR), juntamente com a Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc). A MT PAR também poderá desenvolver novos programas, ações e modalidades de sistemas construtivos, podendo atender ainda demandas rurais diretamente ou por meio de parcerias com o setor privado.

Leia Também:  PARQUE DAS ÁGUAS QUENTES ESTARÁ ABERTO NO FERIADO DE CARNAVAL

Conforme o Projeto de Lei, a gestão estadual está autorizada a implementar ações para alocar recursos que serão utilizados na construção de 20 mil unidades habitacionais em Mato Grosso. Ainda de acordo com o PL, os subsídios previstos serão estabelecidos por meio de decreto estadual, com base na renda familiar bruta, podendo ser priorizadas pessoas com deficiência, idosos, mulheres vítimas de violência, além e servidores ativos e aposentados.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

PAU E PROSA

POLICIAL

CIDADES

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA