a

Concursos

MP abre inscrições para estágio em direito, administração, informática e jornalismo em MT

Estagiários cumprirão jornada de 20 horas semanais e terão direito a uma bolsa mensal de R$ 850 e outros benefícios.

Publicados

Concursos

O Ministério Público do Trabalho (MPT-MT) abriu inscrições, nesta sexta-feira (27), para estágio nas áreas de direito, administração, informática e jornalismo. Os estagiários cumprirão jornada de 20 horas semanais e terão direito a uma bolsa mensal de R$ 850, auxílio-transporte, recesso remunerado e seguro contra acidentes.

Ao todo são 17 vagas disponíveis são para Cuiabá, Rondonópolis e Sinop. As inscrições podem ser feitas até o dia 5 de setembro pela internet. A data prevista para a aplicação das provas é 30 de setembro, de forma online

Vagas

  • Sede/Cuiabá: administração (1 vaga + CR)
  • Sede/Cuiabá: comunicação social/jornalismo (1 vaga + CR)
  • Sede/Cuiabá: tecnologia da informação (2 vagas + CR)
  • Sede/Cuiabá: direito (8 vagas + CR)
  • PTM de Rondonópolis: Direito (2 vagas + CR)
  • PTM de Sinop: Direito (1 vaga + CR)

A inscrição é gratuita e, para efetivá-la, o candidato deverá preencher o requerimento disponível no site. As inscrições homologadas serão divulgadas na data provável de 10 de setembro de 2021.

De acordo com o MP, a confirmação da inscrição só acontece após o estudante anexar os documentos solicitados na plataforma.

Leia Também:  Concurso com 2,4 mil vagas na segurança pública em Mato Grosso deve sair neste semestre, diz secretário

Requisitos

Poderão se inscrever no processo seletivo os estudantes que estejam regularmente matriculados em instituições públicas ou privadas de ensino e que tenham concluído, no momento da contratação, pelo menos o 2º ano ou 4º semestre do curso superior.

As instituições deverão ter sede no município onde a vaga é ofertada, credenciamento junto ao Ministério da Educação (MEC) e convênio com a Procuradoria Regional do Trabalho da 23ª Região.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Concursos

Aprovados formam comissão por liberação de concurso da PM e Bombeiros

Os aprovados garantem que o tratamento dispensado no teste de aptidão física aos candidatos do concurso para a Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar foi isento e correto.

Publicados

em

Descontentes com a suspensão do concurso para a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros, um grande número de candidatos inscritos no certame estão se organizando em comissão para desmentir notícias falsas e garantir que os concursos prossigam. Trata-se da Comissão de Aprovados Aluno-à-Oficial – CFO/PM-MT, além de Cuiabá, também integram a comissão candidatos de outras cidades como Rondonópolis e Campo Grande.

De acordo com os membros da comissão, que não querem se identificar por medo de serem prejudicados no certame ainda em andamento, o tratamento dispensado no teste de aptidão física aos candidatos do concurso para a Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar foi isento e correto.

“A maioria dos candidatos se prepararam de acordo, fizeram todas as provas sem intercorrências, foram aprovados e não gostariam que o concurso fosse suspenso. Os que se sentirem prejudicados têm direito de recorrer, mas que o concurso siga seu cronograma como vem sendo feito, os que conseguirem êxito no recurso farão as provas novamente em momento oportuno”, acrescentam.

Leia Também:  Cidade de MT faz concurso com salário de até R$ 9 mil

Muitas pessoas investiram tempo e dinheiro para que os concursos sejam paralisados assim. Alguns são de fora de Cuiabá, já tinham passagens e estadia comprados, será uma despesa extra que muitos não terão como reaver. As pessoas que se sentiram lesadas devem sim solicitar providências e buscar esclarecimento, agora o concurso ficará paralisado até que a filmagem de todos os candidatos seja verificada. Temos que lembrar que estamos em ano eleitoral e muita coisa para corrermos o risco com essa paralisação dos concursos não serem retomados em breve”, disparou uma representante da comissão organizada por candidatos.

Não estamos querendo privar ninguém de ter o direito de ver as filmagens, inclusive achamos que a universidade não deveria ter negado inicialmente o acesso, pois é preciso transparência, mas colocar em xeque todo o certame foi irresponsabilidade. Em todo decorrer do período de avaliação, a UFMT, foi solícita e ofereceu condições exemplares de aplicação dos exercícios predefinidos nos editais, especialmente ao referente ao CFO, proporcionando qualidade e atenção aos candidatos, bem como todos auxílios e instruções pertinente à fase”, pontuam.

Leia Também:  Quina de São João: ninguém acerta as cinco dezenas; quadra sai para 1,5 mil apostas

Os candidatos estão se organizando e ainda não sabem se irão entrar com alguma ação na Justiça para garantir a realização da continuidade das provas, mas já estão consultando a legislação e buscando alternativas.

ENTENDA O CASO

A Justiça Federal acolheu no último dia 26 de maio o pedido da Defensoria Pública da União (DPU) para que a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) apresentasse as filmagens do teste de aptidão física aos candidatos do concurso para a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros Militar.

O juiz 8ª Vara Federal da Seção Judiciária de Mato Grosso, Raphael Casella de Almeida Carvalho, determinou ainda a suspensão do concurso enquanto todas as providências não forem tomadas, e solicitou que o certame reabra o prazo para recursos administrativos dos candidatos. Os candidatos agora aguardam, sem previsão a UFMT apresentar novo cronograma. A instituição informou que irá cumprir as decisões, porém novo cronograma ainda não foi divulgado.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

PAU E PROSA

POLICIAL

CIDADES

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA