Educação

Seduc pede volta às aulas presenciais e Sintep organiza ato contrário à medida

Valteir Pereira anunciou assembleia geral para a próxima sexta (21) para que a classe se mobilize contra portaria da Secretaria

Publicados

Educação

Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT) se mostrou contrário ao retorno dos professores da rede pública do Estado às salas de aula de forma presencial. Presidente Valteir Pereira anunciou assembleia geral para a próxima sexta (21) para que a classe se mobilize contra portaria da Secretaria de Estado de Educação (Seduc).

A Secretaria editou portaria nesta sexta (14) revogando as escalas de revezamento e convocando todos os servidores para retomarem as atividades presenciais nas escolas estaduais.

“Retorno às aulas nesse momento como tem sido apontado, por meio de plantão pedagógico, coloca em risco a vida dos trabalhadores e das trabalhadoras. Nesse sentido, é necessário que as unidades escolares, juntamente com seu conjunto de trabalhadores, debatam as condições sanitárias”, disse.

De acordo com o apurado pelo , professores também atuariam em plantões pedagógicos, com turmas de até cinco alunos.

Demais servidores assumiriam rotina regular de trabalho nas unidades.

“Nas unidades escolares, assessorias pedagógicas, Casies, CEFAPRO e Diretorias Regionais fica estabelecido o retorno de regime de trabalho presencial em 100% do efetivo de servidores”, diz portaria.

Leia Também:  Voo 1907: Tragédia que matou 154 pessoas em MT completa 15 anos

Recomendação do Sintep é que servidores procurem as subsedes espalhadas pelo estado para participar dos debates que envolvam a temática e para que classe se mobilize contra a decisão do Estado.

“Reafirmamos o nosso compromisso pela vida, diferente do que tem sido feito pela Secretaria de Estado de Educação e pelo governador Mauro Mendes. Para isso, estamos orientando que trabalhadores e trabalhadoras desenvolvam suas atividades em teletrabalho de forma remota”, afirmou.

O presidente do Sintep considera que ainda são necessárias medidas sanitárias de prevenção à Covid-19.

“Se nesse momento o estado tem UTIs [Unidades de Terapia Intensiva] disponíveis, que elas permaneçam disponíveis. Nós ainda temos a necessidade de manutenção das medidas sanitárias para que nós não tenhamos a contaminação e o aumento da curva em razão da Covid-19. A escola é um local de aglomeração, não é um local de segurança, representa nesse momento um ambiente muito preocupante para qualquer tipo de atividade presencial”, complementou.

Fonte: RD News

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Educação

Secretaria Estadual de Educação divulga o resultado final do processo seletivo

A lista com o resultado está dividida pelos polos das Diretorias Regionais de Educação (DREs)

Publicados

em

A Secretaria Estadual de Educação (Seduc) divulgou nesta quinta-feira (20.01) o resultado final do Processo Seletivo Simplificado (PSS) para contratação temporária de profissionais em várias áreas de atuação. O resultado e outras informações sobre o processo seletivo estão disponíveis no site do Instituto Selecon.

A lista com o resultado está dividida pelos polos das Diretorias Regionais de Educação (DREs) de Alta Floresta, Barra do Garças, Confresa, Cuiabá, Cáceres, Diamantino, Juara, Juína, Matupá, Pontes e Lacerda, Primavera do Leste, Rondonópolis, Sinop, São Félix do Araguaia e Tangará da Serra.

A próxima etapa do processo seletivo será a homologação por parte da Seduc. Após a homologação, a Seduc fará o contato com os candidatos para o agendamento das reuniões online, na qual será mostrado as vagas existes por polo e se é do interesse do candidato. Esses contatos serão por meio de dados inseridos na ficha de inscrição do candidato (e-mail ou por telefone). O contato para agendamento está previsto para o dia 25 de janeiro.

No portal do Instituto Selecon também foi divulgada a resposta ao recurso contra o resultado preliminar do seletivo. Por isso, é importante participar do agendamento online.

Leia Também:  Covid mata 39 crianças com menos de 10 anos em cidades de MT

Os profissionais admitidos irão desempenhar funções em carga horária de 30 horas semanais e contarão com salários de R$ 1.422,39 a R$ 4.436,54 ao mês. Os contratos serão efetuados a partir de fevereiro.

Mais de 40 mil profissionais da educação se inscreveram no processo seletivo. A prova foi realizada em dezembro de 2021.

O objetivo do processo seletivo é a escolha por ordem de classificação de professor, técnico administrativo educacional (TAE) e apoio administrativo educacional (AEE) para contratação temporária em demandas que não são caracterizadas como vagas de concurso, tais como aulas residuais e licença médica, para substituir servidores efetivos que, anualmente, são designados para funções como diretor, coordenador, secretário, assessor pedagógico na rede escolar.

Confira aqui o resultado final do teste seletivo por polo.

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

PAU E PROSA

POLICIAL

CIDADES

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA