Entretenimento

Mendigo vira celebridade e explode nas redes sociais ao lado de belas mulheres

Publicados

Entretenimento

Há um mês, o sem-teto Givaldo Alves, de 48 anos, vivia em busca de comida e uma boa calçada para dormir, em Planaltina – DF.  A vida do mendigo começou a mudar depois que ele foi espancado por um homem, que flagrou Gilvaldo e sua esposa mantendo relação sexual dentro do carro.

O morador de rua foi espancado pelo marido raivoso. Todo o episódio foi flagrado por câmeras de segurança. As imagens violentas ganharam repercussão e com elas Givaldo.

Em uma semana, o homem que não tinha renda caiu nas graças das redes sociais e o mercado publicitário percebeu que ali surgia um novo fenômeno do mundo digital.

Gilvaldo agora tem salário, posa com carrões de luxo, pode ser candidato nas próximas eleições e é visto constantemente, como presença vip, cercado de belas mulheres.

Além de garantir um cachê pomposo na balada, Gilvaldo também virou conselheiro amoroso.

A fama do ex-mendigo é finita, mas é bem provável que até seu anonimato ele garanta um bom pé de meia.

Leia Também:  Passeios de moto preocupavam influencer: "sempre tive medo do pior"

O mercado publicitário não brinca em serviço.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Entretenimento

Na Justiça, esposa flagrada pede que ex-morador de rua pare de falar dela: “Não vou mais me calar”

Sandra Fernandes disse em entrevista que não traiu o marido, teve um surto psicótico

Publicados

em

Sandra Mara Fernandes, a mulher flagrada fazendo sexo com o morador de rua Givaldo Alves em Planaltina, deu sua primeira entrevista nesta quinta-feira ao SBT Brasília e disse que entrou na Justiça para impedir que o ex-mendigo pare de falar dela.

Ele me expôs e eu não aceito mais que ele abra a boca pra falar de mim, eu não aceito que ele acabe com a minha moral e eu tenho o direito de ser preservada. Eu não vou mais me calar”, disse.

Ela voltou a dizer que foi diagnosticada com transtorno afetivo bipolar e que no dia teve um surto psicótico e pensou que o mendigo fosse seu marido, o personal trainer Eduardo Alves. “Eu não trai o meu marido, eu não escolhi passar por um surto”, afirmou.

Sandra aproveitou para também tomar a defesa do marido, que acabou exposto nas redes sociais. Não acreditei que taxaram meu marido como corno nessa situação, que não entenderam o lado dele e por que ele me defendeu tanto, que seria mais fácil pra ele me abandonar. Que mundo é esse que a gente vive em que abandonar a esposa doente, comprovadamente, é mais fácil? Por que não aceitam que foi uma doença?, disse.

Leia Também:  ENTRE OS MELHORES Dr. Edvaldo recebera o Premio Quality Agvppel 2019 pelo 3º ano consecutivo

Por fim, Sandra disse que o dias que passou internada na ala psiquiátrica foram os piores dias de sua vida, “Eu não queria ver o que estavam falando sobre mim. Doeu muito, eu perdi noites de sono, mesmo tomando remédio. Antes de a Sandra ser aquela mulher que teve relação com o morador de rua, eu sou mãe, eu sou esposa, eu sou um ser humano que merece respeito.”

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

PAU E PROSA

POLICIAL

CIDADES

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA