Infratrutura

Prefeitura de Barra do Garças substituirá pontes de madeiras por aduelas de concreto em Indianópolis

A Prefeitura de Barra do Garças atendeu a demanda dos moradores e garantiu estruturas com maior durabilidade para sanar o problema

Publicados

Infratrutura

A Prefeitura de Barra do Garças irá realizar a substituição das pontes de madeira do distrito de Indianópolis, e as pontes da “Cerâmica” e do “Confinamento” serão trocadas por aduelas. De acordo com a Secretaria de Planejamento Urbano e Obras, a previsão para início das obras é até o mês de janeiro.

A reforma das pontes era uma demanda antiga dos moradores da comunidade que foi prontamente atendida pela gestão municipal e em breve a população poderá usufruir de uma estrutura nova com um material com maior durabilidade.

As pontes ficam em duas rotas de alto tráfego na região e necessitavam urgentemente de reparo. As aduelas são estruturas de concreto armado, que suportam alta carga e tem uma durabilidade maior e que requer pouca manutenção.

O prefeito Dr. Adilson destacou que essa medida visa atender os moradores e solucionar definitivamente o problema.

“Nós nos comprometemos em atender os distritos de Barra do Garças e não deixar essas comunidades serem esquecidas ou desassistidas pela gestão municipal. As aduelas vão sanar um problema urgente que tem sido muito cobrado pelos cidadãos e nós atuamos para que essa demanda fosse atendida o quanto antes”.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Serra da Arnica é implodida para continuidade das obras de pavimentação da MT-100
Propaganda

Infratrutura

Ferrovias de MT recebem isenção de R$ 468 milhões

Publicados

em

Duas ferrovias que conectam Mato Grosso à malha ferroviária nacional foram enquadradas no Regime Especial de Incentivos para o Desenvolvimento de Infraestrutura (Reidi). Rumo e Valec obtiveram desoneração de R$ 468 milhões para projetos que somam R$ 4,5 bilhões de investimentos.

O incentivo fiscal concedido à Rumo para o trecho ferroviário em Mato Grosso garante desoneração de R$ 178,4 milhões para aquisição de até 45 locomotivas e 2.142 vagões para transporte de grãos, farelo, açúcar e fertilizantes. O aporte previsto é de R$ 1,9 bilhão pela Rumo Malha Norte (RMN).

A Valec, responsável pela Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (Fico) no trecho de 383 quilômetros entre os municípios de Mara Rosa (GO) e Água Boa (MT), também conta com desoneração de R$ 289,5 milhões para implantação de 22 pátios de cruzamento, um pátio de formação de trens em Mara Rosa e dois pátios de carga e descarga, sendo um em Nova Crixás (GO) e outro em Água Boa. O investimento programado é de R$ 2,5 bilhões.

Leia Também:  Prefeitura de General Carneiro trabalha na recuperação da estrada da torre e região de Paredão Grande

Sete projetos do setor ferroviário no país foram incluídos no Reidi em 2021, totalizando R$ 12,8 bilhões de investimento e R$ 700 milhões em desoneração, informa o Ministério da Infraestrutura (Minfra). Houve ainda habilitação de 3 projetos que irão receber R$ 3,7 bilhões em emissão de debêntures incentivadas nos próximos dois anos.

Criado pela lei federal nº 11.488, o Reidi possibilita a desoneração de impostos para projetos estruturantes, como ferrovias, sistemas de metrô e de veículos leve sobre trilhos (VLT). O incentivo fiscal do regime consiste na suspensão da incidência das contribuições para PIS (1,65%) e Cofins (7,6%) sobre as aquisições de máquinas, aparelhos, instrumentos e equipamentos novos, prestação de serviços e materiais de construção para utilização ou incorporação destinadas ao ativo imobilizado das empresas habilitadas para os projetos, detalha o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR).

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

PAU E PROSA

POLICIAL

CIDADES

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA