Negócios

MT bate recorde de exportação de carne bovina

Publicados

Negócios

Os números de exportações de carne bovina em Mato Grosso são um termômetro que demonstra que o Estado e os pecuaristas estão trabalhando para ampliar cada vez mais mercados. De acordo com o Observatório do Desenvolvimento da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), em julho de 2020 foram exportados US$ 153,53 milhões, incremento de 42,3% em relação ao mesmo mês do ano anterior, um recorde histórico.

O Estado também se destaca como exportador de carne bovina do Brasil, somando US$ 911,33 milhões – 21,9% do total exportado pelo País no acumulado de 2020, entre janeiro e julho.

Em volume, as exportações de carne bovina alcançaram 35,67 milhões de toneladas, também o maior volume para o mês de julho na série histórica e 35% a mais em relação ao mesmo mês do ano anterior. Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, o trabalho de casa está sendo feito.

“Os pecuaristas mato-grossenses trabalham de forma profissional e sustentável, ganhando a confiança dos mercados internacionais. Plantas frigoríficas são habilitadas em Mato Grosso para exportar diretamente a estes mercados. O Estado dá o suporte para este negócio facilitando a logística, como a exemplo da GTA Eletrônica que o Indea MT disponibilizou desde o início do ano. Ou seja, estamos organizados para cada vez mais expandir fronteiras”, afirma.

Leia Também:  Embargo da UE derruba exportação brasileira de carne de frango

A participação mato-grossense nos números brasileiros também foi expressiva no mês de julho, representou 22,2% do total do País. Os números do Observatório do Desenvolvimento demonstram que, enquanto as exportações totais nacionais cresceram 30,2% em relação ao mês anterior, em Mato Grosso o acréscimo foi de 42,3%.

Para o diretor de Operações do Instituto Mato-grossense da Carne (Imac), Bruno de Jesus Andrade, esse acréscimo se deu basicamente pelo aumento da demanda chinesa. “Desde o segundo semestre do ano passado, vem ocorrendo compra de grandes volumes de carne brasileira. A China tem um grande problema relacionado à peste suína africana que dizimou parte do rebanho e, por isso, o país começou a comprar mais carne suína, de frango e bovina do Brasil”, explica.

A China responde por 48% das exportações brasileiras, enquanto Mato Grosso eleva este percentual para 59% de exportações de produtos de carne bovina.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Negócios

Prefeitura de Cuiabá vai leiloar 367 veículos apreendidos e não retirados pelos proprietários

Serão 367 itens leiloados, sendo 306 em estado conservado, 35 sucatas aproveitáveis e 26 sucatas com motor inservível.

Publicados

em

A Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) de Cuiabá realiza no dia 22 de julho o leilão de 367 veículos apreendidos e não retirados por seus proprietários dentro dos prazos e forma da legislação pertinente. O trâmite será realizado a partir das 9h pela empresa Foco Leilões – somente na modalidade on-line, no site eletrônico www.focoleiloes.com.br.

O leilão é classificado como conservado, sucatas aproveitáveis, sucatas aproveitáveis com motor inservível ou sucatas inservíveis. Serão 367 itens leiloados, sendo 306 em estado conservado, 35 sucatas aproveitáveis e 26 sucatas com motor inservível. Já sucatas inservíveis são: leve A-(motos, ciclomotores, CC50), sendo 15 unidades e leve B – (automóveis de passeio), com 18 unidades.

Os lotes não vendidos no leilão ocorridos no dia 22 de janeiro, no dia 17 de março e 19 de maio de 2021, serão incluídos como remanescentes neste leilão, sendo respeitadas as condições previstas nos parágrafos 2º e 3º doArt. 328 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Os veículos e demais lotes previstos para alienação poderão ser visitados pelos interessados nos dias 16, 19, 20 e 21 de julho de 2021, das 09h às 12h e 14h às 16h, no pátio da Rodando Legal- Semob-MT – Rua Beira Rio, S/N, Lote A01, Jardim Bela Marina, CEP 78000-000. As fotos divulgadas no site www.focoleiloes.com.br serão meramente ilustrativas, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens.

Leia Também:  Amaggi revela que possui operações financeiras em paraísos fiscais

A quantidade de pessoas no pátio poderá ser limitada, no intuito de preservar as definições dos governos municipal, estadual ou federal, diante do cenário de pandemia da Covid-19. As regras serão estabelecidas e divulgadas na unidade/ ou no site do leilão.

O procedimento é realizado de acordo com as Leis Federais nº 8.078, de 1990, Lei nº 8.666, de 1993, Lei nº. 9.503, de 1997, Lei nº. 13.160, de 2015, Decreto Federal nº. 21.981, de 1932, Resolução Contran nº. 623, de 2016, bem como a legislação afim.

O edital de Leilão contendo as especificações e as condições de participação, bem como a relação dos lotes está disponível no site www.focoleiloes.com.br.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

PAU E PROSA

POLICIAL

CIDADES

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA