Policial

Índio procurado pela Justiça de MT resiste à prisão e acaba morto

Policiais de São Félix do Araguaia tentavam cumprir uma ordem de prisão contra Lourenço Filho de Melo

Publicados

Policial

Um indígena da aldeia Santa Isabel, localizada na Ilha do Bananal – que fica entre Tocantins e Mato Grosso – morreu na manhã desta quinta-feira (16) após resistir a uma abordagem policial.

Lourenço Rosemar Filho de Mello, de 39 anos, que tinha um mandado de prisão contra si, chegou a usar a esposa como escudo humano.

A operação contou com as equipes das polícias civis de Mato Grosso e do Tocantins. Lourenço era investigado pela Delegacia de São Félix do Araguaia  (1.149 km de Cuiabá) pela suspeita de ter cometido diversos crimes na região.

Quando os policiais chegaram em sua casa, Lourenço – que era da etnia Karajá – saiu do imóvel com uma arma calibre 380 apontada para a cabeça da esposa.

A equipe teria tentado negociar para que ele soltasse a mulher e se entregasse. Lourenço, no entanto, resistiu.

Teriam sido necessários, segundo os investigadores, realizar disparos em direção a ele no intuito de salvar a refém.

Após ser atingido, Lourenço foi socorrido e encaminhado ainda com vida ao hospital de São Félix do Araguaia, mas não resistiu e morreu ao dar entrada na unidade.

Leia Também:  Suspeito de ligação com terrorismo mora em Campos de Júlio

Os mandados

Lourenço era investigado há pelo menos um ano e respondia a inquéritos e ações penais por uma extensa lista de crimes.

Entre eles receptação, comércio ilegal de arma de fogo, tortura e cárcere privado contra a própria família, estupro de vulnerável, maus-tratos e abandono de incapaz, lesão corporal seguida de morte e suporte para fuga de criminosos.

Conforme as investigações, Lourenço amedrontava os demais indígenas que eram obrigados a ficar calados. Ele era conhecido na região por ser muito perigoso.

Além da pistola calibre 380, que estava carregada, Lourenço tinha um carregador extra e mais de R$ 9 mil nos bolsos.

O dinheiro, arma e munições foram apreendidos e encaminhados à Delegacia de São Félix do Araguaia.

Os Investigadores das delegacias de São Félix do Araguaia e Alto Boa Vista, além de policiais do Tocantins, participaram da ação. O mandado de prisão foi expedido pela Comarca de São Félix do Araguaia.

A ação foi acompanhada por um servidor da Funai Tocantins e contou com apoio aéreo do Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPAer) da Secretaria de Segurança Pública de Mato Grosso.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Policial

Jovem é preso recebendo R$ 1 mil em notas falsas por encomenda em MT

Suspeito contou à polícia que comprou R$ 1 mil em cédulas falsas de R$ 50,00 por R$ 250.

Publicados

em

Um jovem de 20 anos foi preso pela Polícia Federal após receber notas faltas por meio de uma encomenda entregue pelos Correios, nesta sexta-feira (22), em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá.

De acordo com a polícia, na caixa de encomenda, foram encontradas 20 notas falsas de R$ 50,00. O material foi apreendido.

A investigação foi realizada pela Unidade Especial de Repressão à Falsificação da Polícia Federal, que é responsável pelo monitoramento de encomendas enviadas pelos Correios e transportadoras.

Segundo a PF, em depoimento, o suspeito contou que comprou R$ 1 mil em cédulas falsas de R$ 50,00 por R$ 250. O material foi negociado por meio das redes sociais.

Após ser ouvido, o jovem foi encaminhado ao presídio Mata Grande, em Rondonópolis.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Juíza cita uso da máquina e cassa prefeito e vice do PSL em MT
Continue lendo

PAU E PROSA

POLICIAL

CIDADES

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA