BARRA DO GARÇAS

Policial

Médicos brigam antes de iniciar cirurgia e vão parar na delegacia

Publicados

Policial

Dois médicos brigaram durante o plantão no Hospital São Benedito, sob a gestão da Prefeitura de Cuiabá, na sexta-feira (29). Conforme o boletim de ocorrência, os profissionais da saúde chegaram à via de fatos e foram parar na Central de Flagrantes.

 

Com ânimos acirrados, a briga foi motivada, pós-discussão, por um centro cirúrgico. Os médicos ortopedistas têm 27 anos e 32 anos. O mais velho é o suspeito de agredir o mais novo, que sofreu lesão no abdômen e no joelho direito.

 

A briga se deu em meio à preparação para iniciar uma cirurgia. Segundo a Empresa Cuiabana de Saúde Pública (ECSP), que administra o hospital, o paciente não foi prejudicado, pois outro médico assumiu a cirurgia.

 

Os profissionais são médicos residentes e foram afastados das funções. Durante a briga, ocorreu troca de ofensas. O suspeito também teria intimidado o colega de trabalho.

 

Em nota, a ECSP disse que o caso será comunicado ao Conselho Regional de Medicina (CRM). O fato também será apurado internamente pela gestão do hospital.

Leia Também:  Prefeito José Elias anuncia força-tarefa para tapar buracos e limpar terrenos em Aragarças

 

A briga ocorreu na sexta-feira por volta da 15h00.

 

 

Veja a nota emitida pela Prefeitura de Cuiabá

 

A Empresa Cuiabana de Saúde Pública – ECSP, que administra o Hospital Municipal São Benedito esclarece:

– Dois médicos residentes em ortopedia desentenderam-se no dia 29/07, por volta das 15 horas, quando se preparavam para iniciar um procedimento cirúrgico ortopédico.  

– O fato não ocasionou prejuízos ao paciente. A cirurgia foi realizada com êxito, pelo médico ortopedista receptor e equipe.  -No momento do ocorrido os dois médicos residentes em ortopedia foram retirados do local. A Polícia Militar  foi acionada para atender a ocorrência.  

– A Empresa Cuiabana de Saúde Pública reitera que afastou imediatamente os profissionais envolvidos das atividades e está analisando juntamente com a Coordenação da Comissão de  Residência Médica – COREME as sanções a serem aplicadas. Ressalta ainda,  que o Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso – CRM/MT será comunicado.  

 

– É inverídica a informação que falta profissionais  cirurgiões e anestesistas na unidade. O quadro funcional do Hospital Municipal São Benedito está completo e supre toda a demanda de atendimentos.  

– A gestão reitera seu compromisso na presteza dos atendimentos e não admitirá  atitudes  que deixem em  em risco à vida do paciente. 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Policial

Moradora do bairro Pitaluga é presa por atear fogo na própria casa tentando se matar

Policiais arrombaram a porta e em meio ao fogo e a intensa fumaça, retiraram a mulher do interior da casa

Publicados

em

O incêndio que destruiu uma casa no bairro Pitaluga em Barra do Garças, na tarde de domingo (14), resultou na prisão de uma mulher de 26 anos, moradora do imóvel.

A ocorrência foi registrada pela Polícia Militar como lesão corporal, tentativa de suicídio, dano e incêndio.

A PM foi acionada com a informação inicial de uma situação de violência doméstica, envolvendo a mulher e o marido, de 34 anos.

No local a esposa afirmou que houve uma discussão entre o casal, que resultou em luta corporal e que ela havia quebrado o veículo do marido e ateado fogo nas roupas dele.

De acordo com a polícia, ao ser comunicada que seria levada à delegacia para a elaboração do boletim de ocorrência, a mulher colocou um saco de cimento na porta, sob o pretexto de trancar a casa, momento que a equipe percebeu muita fumaça que saía pelo telhado do quarto do casal.

Os militares constataram que a moradora havia colocado fogo no colchão e tentava incendiar outros cômodos da residência.

Segundo o boletim de ocorrência, ela levou alguns filhotes de cães para o quintal e em uma suposta tentativa de suicídio retornou para dentro da casa em chamas.

Leia Também:  Homem é assassinado com tiros na boca e no abdômen na cidade de Araguaiana

Os policiais arrombaram a porta e em meio ao fogo e a intensa fumaça, retiraram a mulher do interior da casa, mesmo diante da resistência que ela ofereceu para não sair.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e controlou as chamas, antes que outras casas fossem atingidas.

De acordo com a polícia, a mulher apresentava algumas lesões pelo corpo, provocadas pela vias de fato com o marido.

Polícia Civil e Politec estiveram na residência.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

PAU E PROSA

POLICIAL

CIDADES

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA