BARRA DO GARÇAS

Policial

PF investiga deputado bolsonarista em MT por atacar Maggi e Sachetti

Investigação descobriu que Cattani compartilhou vídeo em grupo

Publicados

Policial

O deputado estadual Gilberto Cattani (PL) está sendo investigado num inquérito instaurado pela Polícia Federal de Rondonópolis (212 km de Cuiabá), juntamente com Ângela Maria Marques e Dilson Lira dos Anjos. Os três foram identificados como autores da publicação e compartilhamento de um vídeo difamatório, na campanha eleitoral de 2018 com ofensas contra o então deputado federal Adilton Sachetti (PRB), que disputava o cargo de senador.

A publicação também atacava o ex-governador e então ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP), e o presidente Michel Temer (MDB). Todos eram colocados no mesmo “balaio” como se “não prestassem”, de modo a prejudicar a candidatura de Sachetti por causa de seus aliados políticos naquele pleito eleitoral.

Dessa forma, Sachetti conseguiu na Justiça a quebra de sigilo telefônico perante o WhatsApp e o Facebook, constatando que Ângela Soares publicou o vídeo em seu perfil no Facebook enquanto Dilson e Cattani compartilharam o material em grupos de WhatsApp. Naquele pleito, Cattani era candidato a deputado estadual filiado ao PSL, mas não sagrou-se vitorioso nas urnas e veio a assumir o mandato no ano passado após a morte do titular Sílvio Fávero (PSL) em decorrência da Covid-19.

Leia Também:  TRE autoriza oitiva de testemunhas em ação que busca cassar prefeito

Perante a Polícia Federal, os três são investigados pela prática de difamação na propaganda eleitoral. Naquela época, ao buscar a Justiça Eleitoral, Adilton Sachetti pleiteou liminar para retirar o vídeo do ar.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Policial

Carreta atropela arrasta e mata mais um em Barra do Garças, três mortes no trânsito em 3 dias

O fato foi registrado na tarde desta sexta-feira (12), na BR-070, próximo a Havan

Publicados

em

Um homem, ainda não identificado, morreu após ser atropelado por uma carreta na avenida Valdon Varjão, perímetro urbano da BR-070, em Barra do Garças (a 509 km de Cuiabá). O fato foi registrado na tarde desta sexta-feira (12), próximo a Havan.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e constatou o óbito no local. Os agentes não conseguiram localizar nenhum veículo próximo à vítima que também não porta documentos.

Em estado de choque, o motorista do veículo informou que transportava calcário para uma fazenda na região e só percebeu o atropelamento após o corpo ter sido arrastado por vários metros. A equipe médica no local precisou encaminhá-lo para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) estão no local para apurar as circunstâncias do acidente.

Três mortes no trânsito em três dias

Essa é a terceira morte causada por acidente de trânsito em Barra do Garças nos últimos três dias, duas delas na rodovia BR-070.

Na quarta-feira (10), o servidor público Thiago Pereira Freitas, de 20 anos, morreu após perder o controle de uma moto e ser arremessado contra um poste na avenida Brasil, no bairro Tamburi. Ontem (11), o mototaxista Esmeraldo David de Melo, de 59 anos, também foi vítima de um atropelamento envolvendo um caminhão na avenida Ministro João Alberto (BR-070), no centro da cidade.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Segundo corpo é encontrado em Aragarças com sinais de execução
Continue lendo

PAU E PROSA

POLICIAL

CIDADES

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA