a

Policial

Policial militar de folga evita assalto a posto de combustíveis em Barra do Garças; um suspeito foi baleado – veja os vídeos

Publicados

Policial

Um homem de 25 anos foi baleado por um policial militar na noite de sexta-feira (17), durante uma tentativa de assalto a um posto de combustíveis, no bairro Anchieta, em Barra do Garças (MT). Ele estava acompanhado por um menor de 17 anos que foi apreendido.

A PM foi acionada com a informação que um policial, pertencente à Força Tática Araguaia, em seu dia de folga, havia trocado tiros com dois homens que tentaram praticar um roubo ao estabelecimento comercial.

No local, a atendente do caixa informou que os suspeitos chegaram em uma motocicleta de cor preta, um se dirigiu ao caixa, enquanto o outro ficou na porta, e no momento que se preparavam para deixar o local, levando os materiais roubados foram surpreendidos pelo sargento Domingos.

Segundo as vítimas, o sargento chegou a se identificar, gritando “polícia”, com o intuito que os suspeitos cessassem a ação, porém, eles revidaram atirando contra o militar.

Imagens do sistema de câmeras do posto, mostram o momento que o policial se posiciona e se protege atrás de um poste e atira contra os suspeitos que, tentam fugir em uma motocicleta.

Tocador de vídeo

Segundo a ocorrência policial, os funcionários ouviram o momento que um dos envolvidos gritou “ai, ai, aiai”, dando a entender que havia sido atingido pelos disparos.

Diante dessa informação, e com as características dos suspeitos, a guarnição policial realizou diligências e monitoramento em farmácias e hospitais, e conseguiu chegar ao endereço que eles estavam, após duas mulheres tentarem comprar medicamentos e curativos.

Com a chegada da polícia, não houve reação. Os dois se deitaram ao chão, e a guarnição confirmou que um deles estava com o pé lesionado e sangrando.

O suspeito foi encaminhamento à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), e o comparsa menor de idade que, também estava na casa, foi apreendido e encaminhado à delegacia.

“A postura do policial foi primordial para frustrar a ação. Sentimos alívio quando vimos a presença dele naquele momento de pânico”, declararam os funcionários.

Ao Rede da Notícia, o 3° sargento Domingos, declarou que percebeu o roubo ao passar pelo local. “Eu suspeitei porque eles pareciam apavorados, deixaram o veículo ligado e desceram sem tirar os capacetes e com as mãos por baixo da jaqueta. Eu estava com minha esposa e três crianças no carro, então, os deixei em um lugar seguro e tentei evitar que algo pior viesse a acontecer com os funcionários do posto e até mesmo com as pessoas que estavam próximas. O roubo foi evitado, vidas foram preservadas e os criminosos foram identificados e presos”, declarou.

Leia Também:  Ômicron aumenta os casos de infecção de brasileiros dentro de casa

A ação do militar pode ser classificada como Ato de Bravura, conforme prevê o Art.14 da lei 10.076/2014, que estabelece que atos incomuns de coragem e audácia, que ultrapassando os limites normais do cumprimento do dever, representam feitos altamente meritórios, pelos resultados alcançados ou pelo exemplo positivo, deles emanados.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Policial

Motorista envolvido em acidente que matou uma pessoa se apresenta à polícia em Barra do Garças

O condutor se apresentou espontaneamente acompanhado por um advogado.

Publicados

em

O motorista do veículo Chevrolet Celta que se envolveu no trágico acidente com uma motocicleta Honda CG 150 Titan, na tarde de domingo (26), nas confluências dos bairros Tamburi e Ouro Fino, em Barra do Garças, que resultou na morte de uma mulher de 44 anos, se apresentou na 1° Delegacia da Polícia Civil na tarde desta segunda-feira (27).

Após o acidente, o homem abandonou o local, deixando o veículo visivelmente avariado pela colisão.

A motociclista Maria de Jesus Oliveira Cardoso, chegou a ser socorrida pelo Corpo de Bombeiros, porém, não resistiu e foi à óbito.

Após o acidente, a equipe de investigadores da 1°DP identificou a pessoa cujo veículo está registrado em seu nome, e a partir dessa informação, foi possivel identificar a pessoa que estava conduzindo o carro.

A investigação concluiu que no veículo estavam duas pessoas, sendo o motorista e uma criança de aproximadamente 8 anos, porém, antes de ser localizado, o condutor se apresentou espontaneamente acompanhado por um advogado.

Com algumas escoriações pelo corpo em razão do acidente, o homem de 35 anos que trabalha como pintor, relatou que a motociclista entrou bruscamente no cruzamento, e que ele não conseguiu frear, alegando que tentou virar o carro na tentativa de evitar o acidente, porém, não conseguiu.

Leia Também:  42% dos registros de violência são de mulheres com diploma

Relatou ainda que após a colisão, pediu a uma pessoa que acionasse o Corpo de Bombeiros e deixou o local com o filho que o acompanhava.

O homem que é habilitado, confirmou que o veículo lhe pertence, e após ser ouvido foi liberado. Por se tratar de crime culposo, a legislação não prevê prisão provisória.

O delegado Pablo Borges é o responsável pelo inquérito.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

PAU E PROSA

POLICIAL

CIDADES

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA