Policial

Professor é morto com 14 tiros após relatar ameaça do Comando Vermelho

Publicados

Policial

Professor de Educação Física, Jefferson Sales Pereira da Silva, 40, foi assassinado no final da noite de domingo (8), na porta da sua casa, no Centro de Dom Aquino (166 km ao Sul de Cuiabá), com 14 tiros de pistola 9 mm. Segundo uma testemunha, vítima relatou que estava sofrendo ameaças do Comando Vermelho por trabalhar com apostas esportivas na cidade sem ‘pagar taxa’ à facção.

De acordo com as informações, passava das 23h40 quando o crime aconteceu. Polícia estava em ronda na avenida Cuiabá quando foi acionada para atender o caso. Testemunha narrou que a vítima estava caída, ferida com os disparos dos tiros.

Ambulância também foi acionada e a equipe médica constatou a morte de Jefferson ainda no local. ‘Jefinho’, como era conhecido na cidade, estava na porta de casa com um colega quando foi abordado por dois homens em uma motocicleta vermelha.

Um dos ocupantes perguntou à vítima se ela “que mexe com jogo de apostas”. Ao responder que sim, ele atirou ao menos 14 vezes contra o homem, subindo na moto novamente e fugindo com o comparsa. Assim que a morte foi constatada, a cena do crime foi isolada.

Leia Também:  MT anuncia que está na 3ª onda de Covid e prevê impacto na rede de saúde em 15 dias

Testemunha narrou á polícia que, minutos antes de ser morto, Jefinho contou que estava sendo ameaçado por membros do Comando Vermelho. Acontece que ele vinha atuando na área de apostas esportivas na cidade. A facção queria que ele pagasse uma taxa para continuar trabalhando, o que ele se negou a fazer.

Polícia Civil e Perícia Oficial estiveram na porta da casa da vítima para os trabalhos de investigação. O celular dele foi apreendido e passará por uma análise. Caso segue em andamento e ninguém foi preso ainda.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Policial

Identidade de vítima de homicídio ocorrido em Aragarças é revelada

Publicados

em

A vítima do homicídio registrado no inicio da noite deste domingo, em Aragarças (GO), foi identificada como Igor Ferreira de Lira. A morte aconteceu após uma confusão generalizada na Avenida Beira Rio, próximo a praia Quarto Crescente.

A vítima possuía passagens pela polícia, dentre elas por porte ilegal de armas e tráfico de drogas. Ainda, segundo informações divulgadas, o autor do crime foi espancado por amigos de Igor, sendo necessário que fosse feita a hospitalização do mesmo. A polícia está investigando o caso e oferecendo apoio ao hospital onde o suspeito está internado, pois existe o temor de que uma invasão ocorra no local.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  PRF apreende 40 quilos de pasta base de cocaína na BR-158, em Água Boa
Continue lendo

PAU E PROSA

POLICIAL

CIDADES

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA