Policial

Quatro jovens morrem em confronto com a polícia; três eram da região de Barra do Garças e Aragarças

Os quatro suspeitos são considerados de alta periculosidade, e membros de organizações criminosas, com diversas passagens policiais, que vão desde furto a latrocínio.

Publicados

Policial

Quatro homens foram mortos em um confronto com policiais militares da cidade de Anápolis (GO), na noite de sexta-feira (15). Três eram da região de Barra do Garças (MT) e Aragarças (GO).

De acordo com as informações iniciais, os suspeitos estavam em um veículo, quando foram avistados por policiais do Comando de Policiamento Especializado (CPE).

Ao empreenderem fuga, após desobedeceram a ordem de parada, tombaram o carro e reagiram contra a guarnição, que revidou, atingindo os quatro suspeitos.

Morreram no confronto Luan de Jesus Barros, 22 anos, vulgo “Luanzinho”, Kássio Gondim Miranda, 23 anos, conhecido por “Kassim” e Bruno Ortega Negri Martins, 21 anos, apelidado por “Bruninho”, que de acordo com a polícia goiana, eram moradores da região de Barra do Garças e Aragarças.

O quarto suspeito morto no confronto é Hanna Gabriel da Silva, 25 anos, da cidade de Anápolis .

De acordo com a polícia goiana, os quatro suspeitos são considerados de alta periculosidade, e membros de organizações criminosas, com diversas passagens policiais, que vão desde furto a latrocínio (roubo seguido de morte).

Leia Também:  Nova invasão leva 3 mil pessoas a área de garimpo ilegal em MT, diz PM

Com eles os policiais do CPE apreenderam aproximadamente 10 kg de maconha, e cinco armas de fogo, sendo quatro revólveres e uma pistola, que foram usadas para atirar contra os policiais, além de várias munições.

Ainda segundo a polícia, o veículo Fiat Uno que os suspeitos estavam apresentava restrição de roubo ou furto.

Os jovens chegaram a ser socorridos, no entanto, não resistiram e morreram .

Informações preliminares indicam que Luan de Jesus Barros, ou “Luanzinho”, era namorado da adolescente de 17 anos, assassinada em um bar na cidade de Piranhas, na noite de 29 de setembro deste ano.

Um dos suspeitos do crime foi preso em flagrante por policiais militares da cidade de Bom Jardim de Goiás, quando retornava à Aragarças.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Policial

Em 48h, 2º DJ é executado em Sinop; filha de 10 anos leva tiro na boca

Vítima estava chegando em casa com a filha e a esposa quando foi surpreendida pelos atiradores

Publicados

em

m dois dias, segundo DJ é executado em Sinop ( a 500 de Cuiabá). Renê Souza, de 30 anos, foi assassinado no final da noite desta quinta (25) quando chegava na casa dele, na rua João Pedro Moreira de Carvalho, no bairro Menino Jesus I.  A filha, de 10 anos, que estava sendo levada pela vítima, foi atingida por um disparo na boca.

Segundo informações da Polícia Militar, o crime foi registrado por volta das 23h30. O Corpo de Bombeiros foi acionado mas apenas constatou que o DJ estava morto. Já a filha socorrida por familiares até o Hospital Regional.

Renê era DJ e tinha um comércio no bairro. Ele estava chegando em casa com a filha e a esposa quando foi surpreendido pelos atiradores. A perícia criminal constatou que ele foi atingido com pelo menos sete tiros no braço, perna, costas e cabeça.

DJ Renê é o segundo músico assassinado em menos de uma semana. Na madrugada de quarta (24), dois homens, usando capuz, mataram DJ André Master em uma tabacaria no Jardim Violetas. A vítima e uma mulher foram atingidos pelos disparos. A mulher foi socorrida com um disparo na nádega e continua internada. A Polícia Civil investiga o crime.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Mato Grosso registra 44 mortes por Covid-19 em 24h e 80% das UTIs estão ocupadas
Continue lendo

PAU E PROSA

POLICIAL

CIDADES

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA