BARRA DO GARÇAS

Policial

Segundo envolvido em homicídio de interno de clínica de recuperação em Barra do Garças é condenado a 18 anos de prisão

O crime aconteceu em fevereiro de 2017. Em 2019, o primeiro acusado foi julgado e pegou 19 anos. Agora foi o julgamento do que era dono da clínica na época

Publicados

Policial

O segundo acusado de envolvimento num homicídio, Carlos Leandro, foi julgado na sexta-feira (24/6) e condenado a 18 anos pelo crime cometido em fevereiro de 2017 numa clinica de recuperação contra dependência química no município de Barra do Garças-MT. Segundo apuração da Polícia Civil, Carlos Leandro, que era o dono da clinica, juntamente com o interno Felipe Alves teriam tirado a vida do também interno (paciente) Cláudio Sérgio de Andrade Lima, 42 anos, que era de Canarana-MT e que foi morto enforcado.

O segundo envolvido que passou pelo Tribunal do Júri foi condenado pelos crimes de homicídio qualificado e ocultação de cadáver. Após as investigações realizadas pela 1ª Delegacia de Barra do Garças, foi apurado que duas pessoas praticaram o crime. Houve desmembramento dos processos, sendo que o primeiro envolvido, Felipe Alves, foi julgado em novembro de 2019 e condenado a 19 anos de reclusão

A investigação foi conduzida pela equipe da 1ª Delegacia com apoio de policiais da Central de Flagrantes.

Caso

O corpo de Cláudio Sérgio de Andrade Lima, 42 anos, foi encontrado às margens do rio Araguaia, em Barra do Garças, no dia 27 de fevereiro de 2017. Ele veio de Canarana para fazer um tratamento contra dependência química na clínica Terapêutica Barra do Garças, que funcionava na saída para Araguaiana, na rodovia MT-100.

Leia Também:  Polícia Civil diz que acusada de chefiar tráfico mora no Alphaville

No dia 18 de fevereiro, Cláudio abandonou a clinica e não retornou para casa. O corpo foi localizado perto de uma antiga olaria, às margens do rio, já em estado de decomposição. Inicialmente aparentava ser morte natural.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Policial

Carreta atropela arrasta e mata mais um em Barra do Garças, três mortes no trânsito em 3 dias

O fato foi registrado na tarde desta sexta-feira (12), na BR-070, próximo a Havan

Publicados

em

Um homem, ainda não identificado, morreu após ser atropelado por uma carreta na avenida Valdon Varjão, perímetro urbano da BR-070, em Barra do Garças (a 509 km de Cuiabá). O fato foi registrado na tarde desta sexta-feira (12), próximo a Havan.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e constatou o óbito no local. Os agentes não conseguiram localizar nenhum veículo próximo à vítima que também não porta documentos.

Em estado de choque, o motorista do veículo informou que transportava calcário para uma fazenda na região e só percebeu o atropelamento após o corpo ter sido arrastado por vários metros. A equipe médica no local precisou encaminhá-lo para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) estão no local para apurar as circunstâncias do acidente.

Três mortes no trânsito em três dias

Essa é a terceira morte causada por acidente de trânsito em Barra do Garças nos últimos três dias, duas delas na rodovia BR-070.

Na quarta-feira (10), o servidor público Thiago Pereira Freitas, de 20 anos, morreu após perder o controle de uma moto e ser arremessado contra um poste na avenida Brasil, no bairro Tamburi. Ontem (11), o mototaxista Esmeraldo David de Melo, de 59 anos, também foi vítima de um atropelamento envolvendo um caminhão na avenida Ministro João Alberto (BR-070), no centro da cidade.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Cinco homens são presos com 2,7 toneladas de droga em caminhonetes
Continue lendo

PAU E PROSA

POLICIAL

CIDADES

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA