Política

CURVA DE RIO- Até ministro de Bolsonaro quer ser candidato a senador por Mato Grosso

Ditado popular afirma que “em terra e cego quem tem um olho é rei” outros já dizem que MT é igual curvas de rio ” todo pau rodado encosta e quer tomar conta”. Por falta de bons nomes para disputar apenas uma vaga ao senado em 2022, até o ministro dos transportes cresceu o olho e quer ser candidato a senador por Mato Grosso. Pasmem!

Publicados

Política

Considerado “o melhor ministro” do governo Jair Bolsonaro, o engenheiro e chefe da pasta de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, admitiu pela primeira vez, em entrevista ao Estadão/Broadcast, que pode entrar na disputa eleitoral, mas não necessariamente pelo governo do estado de São Paulo, mas sim como candidato ao Senado por Mato Grosso ou Goiás.

“Vou caminhar junto com o presidente. Não sei se exatamente num governo de Estado, não sei se em São Paulo. De repente no Parlamento, em Goiás. Por exemplo, por que não o Senado em Goiás?”, disse ele, que também mencionou a possibilidade de concorrer por Mato Grosso. Carioca radicado em Brasília, Tarcísio, que nunca concorreu, não tem ligação com nenhum dos dois Estados.

O que faz o ministro ter Mato Grosso e Goiás serem possíveis estados para disputar o pleito é agronegócio e o fato de o ministro ter feito obras importantes que o deixam em destaque da política local. Recentemente Tarcísio esteve na inauguração da duplicação da BR-163/364 entre Cuiabá e Rondonópolis, cujas obras iniciaram antes da atual gestão. Ele também se fez presente na liberação da ferrovia estadual que levará trilhos de Rondonópolis a Lucas do Rio Verde.

Leia Também:  Adesivos pedem volta de Taques

Porém, a possibilidade de Tarcísio ser candidato em Mato Grosso coloca em xeque a candidatura do aliado de Bolsonaro na Câmara, deputado federal José Medeiros. Tarcísio, apesar de ter dito que é uma possibilidade, já faz alguns candidatos terem que olhar com outros olhos o tabuleiro político. Pois, se confirmada a chance, ele já chegaria como nome forte, tendo o apoio do presidente da República.

O calcanhar de Aquiles de Tarcísio em Mato Grosso é destrave da concessionária Rota do Oeste, que é a responsável pela BR-163 e não duplicou a pista que liga de Cuiabá a Sinop. Apenas o trecho de Nobres está duplicado até Posto Gil. De Diamantino a Sinop o corredor é chamado de “rodovia da morte”. Tarcísio disse que pretende resolver essa situação ainda neste ano.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política

Max critica candidatura de ministro “forasteiro” ao Senado em MT

Deputado diz que Estado possui bons nomes para disputa e não vê chance para Tarcísio de Freitas

Publicados

em

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Max Russi (PSB), criticou a possibilidade aventada nos bastidores de o ministro dos Transportes, Tarcísio de Freitas, sair candidato ao Senado por Mato Grosso nas eleições de 2022.

 

Em entrevista ao Estadão nesta semana, Tarcísio confirmou que pode sair candidatar por Mato Grosso. No próximo ano, apenas uma vaga estará disponível.

“Nada contra a pessoa do ministro. Eu o respeito, mas trazer alguém de outro Estado, de fora de Mato Grosso para ser candidato no nosso Estado? Não vejo essa possibilidade, não acredito nisso”, afirmou.

“E o meu posicionamento será contra qualquer encaminhamento nesse sentido”, acrescentou.

 

Ainda que Tarcísio não seja do seu grupo político, Russi diz ser contra a ideia porque o Estado possui bons quadros em diversos partidos com capacidade suficiente para disputar a vaga, sem a necessidade de “importar” um nome de fora para representá-lo.

 

“Sinceramente, acho que teremos bons candidatos. Temos mais de 3 milhões de mato-grossenses, mais de 1,5 milhão de mato-grossenses com condições de disputar o Senado”, disse.

Leia Também:  Datafolha: reprovação ao governo Bolsonaro atinge 53%, pior índice do mandato; aprovação é de 22%

 

“[São pessoas] que moram em Mato Grosso, que gastam no mercado em Mato Grosso, que ajudam no progresso do Estado. E qualquer uma dessas pessoas pode ser candidata ao Senado, ao Governo, a deputado, a qualquer cargo”, pontuou.

 

Candidato bolsonarista

 

O ministro Tarcísio de Freitas já admite que deverá disputar as eleições de 2022 apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Ele estaria aguardando a filiação do presidente a uma legenda para seguir o mesmo destino.

 

A ideia é que ele concorra por São Paulo ou algum estado cuja economia esteja atrelada ao agronegócio, como é o caso de Mato Grosso e Goiás.

 

Em Mato Grosso, até então o nome do deputado federal José Medeiros – que é vice-líder do Governo na Câmara Federal – era defendido pelo presidente para a disputa ao Senado.

 

Ao MidiaNews, porém, ele afirmou que se Tarcísio sair candidato no Estado, poderá fazer uma “dobradinha” bolsonarista e concorrer ao Palácio Paiaguás.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

PAU E PROSA

POLICIAL

CIDADES

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA