Política

Exame/Ideia: Lula lidera, cresce na pesquisa espontânea e avança entre os evangélicos

O petista venceria em todos os cenários de 2º turno considerados; no 1º, lidera, seguido de longe por Bolsonaro e Moro

Publicados

Política

Pesquisa Exame/Ideia divulgada nesta quinta-feira 13 mostra que Lula (PT) mantém folgada liderança na corrida rumo ao Palácio do Planalto em 2022. O petista marca 41% das intenções de voto no 1º turno, seguido por Jair Bolsonaro (PL), com 24%.

O pelotão da chamada 3ª via tem Sergio Moro (Podemos), com 11%; Ciro Gomes (PDT), com 7%; João Doria (PSDB), com 4%; e Rodrigo Pacheco (PSD), com 1%. Os demais potenciais candidatos considerados não atingiram 1%. Na pesquisa espontânea, em que o instituto não apresenta os nomes dos candidatos aos entrevistados, Lula cresceu 6 pontos percentuais na comparação com o levantamento de dezembro: de 28% para 34%. Nas ruas rodadas Bolsonaro apareceu com 20%.

Trata-se de um dos dados mais relevantes do novo levantamento, segundo Maurício Moura, fundador do Ideia. “A pergunta espontânea dá a exata noção do engajamento do eleitor com o candidato, porque na pesquisa espontânea não é oferecida nenhuma alternativa para os entrevistados.

A intenção de voto espontânea de Lula tem evoluído em regiões como Centro-Oeste, tem se fortalecido no Sudeste e até mesmo há saldos positivos em subsegmentos tradicionalmente aliados a Bolsonaro, como o dos evangélicos”, disse Moura à Exame. Entre os evangélicos, 27% declararam voto espontâneo em Bolsonaro, ante 20% em Lula. Na rodada de dezembro, porém, a vantagem de Bolsonaro era consideravelmente superior: 30% a 14%. Todos os cenários de 2º turno projetam vitória de Lula:

Leia Também:  TSE aprova punição contra veiculação de notícia falsas nas eleições

Lula 49% x 33% Jair Bolsonaro

Lula 49% x 26% João Doria

Lula 47% x 30% Sergio Moro

Lula 47% x 25% Ciro Gomes

Bolsonaro também perderia para Ciro, por 40% a 34%, e para Moro, por 38% a 32%. O ex-capitão venceria apenas Doria, por 34% a 28%. Os três cenários, porém, estão no limite da margem de erro, que é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. A sondagem ouviu 1.500 pessoas entre 9 e 13 de janeiro, por telefone. O que você achou do novo site de CartaCapital? Clique aqui e deixe seu feedback.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política

Eleitor pode regularizar título até 4 de maio

Publicados

em

Os eleitores que precisam regularizar o título eleitoral, solicitar transferência de endereço ou mesmo aqueles que desejam tirar a primeira via do documento, precisam se atentar ao prazo final. Esses procedimentos e qualquer outra alteração no cadastro eleitoral precisam ser feitos até o dia 04 de maio de 2022. A data, que corresponde a 151 dias antes do pleito deste ano, é estipulada para que a Justiça Eleitoral consiga organizar o pleito.

Qualquer uma destas solicitações pode ser feita pelo sistema TítuloNet. Basta preencher o requerimento online e aguardar o retorno da Justiça Eleitoral. O atendimento virtual é orientado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT), no intuito de evitar aglomerações nos Cartórios Eleitorais, como medida de prevenção à Covid-19.

Clique aqui e confira o passo a passo do atendimento virtual. Os interessados também podem tirar dúvidas entrando em contato com os Cartórios Eleitorais, por telefone, e-mail ou WhatsApp, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h30. Há ainda o Disque Eleitor (0800 647-8191), cujo atendimento ocorre de segunda a sexta-feira, entre 7h30 e 18h.

Leia Também:  Vacina, variante gama e máscaras: o que barra internações pela delta?

Títulos cancelados

Atualmente, cerca de 2,2 milhões de mato-grossenses estão em situação regular e poderão votar nas Eleições de 2022. Em contrapartida, 371.676 eleitores estão com os títulos cancelados por motivos que podem ser regularizados até a data final de 04 de maio. Deste total, 101.503 cancelamentos são decorrentes de ausência às urnas nos três últimos pleitos, e 270.173 por não comparecimento à revisão do eleitorado (isto é, não fizeram a biometria).

É importante ressaltar que a coleta biométrica continua suspensa pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em função da pandemia de Covid-19, mas isso não impede a regularização da situação. Portanto, é fundamental que as pessoas procurem o atendimento virtual o quanto antes para poderem participar do processo eleitoral.

Sobre o pleito

As Eleições 2022 ocorrerão no dia 02 de outubro, das 8h às 17h, seguindo horário de Brasília (DF), com uniformização em todos os estados e no Distrito Federal, sem exceção. Ou seja, o pleito iniciará e encerrará ao mesmo tempo, de acordo com o fuso da capital federal. Neste ano, serão eleitos os candidatos a cargos políticos que representam a União, os estados e o Distrito Federal, ou seja: presidente e vice-presidente da República, senador, deputado federal, deputado estadual/distrital, governador e vice-governador.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

PAU E PROSA

POLICIAL

CIDADES

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA