Política

Mauro Mendes pede aos prefeitos do Araguaia para produzirem projetos para firmar parcerias com o Governo

Em entrevista exclusiva ao site O Pioneiro, da cidade de Canarana, o governador de Mato Grosso Mauro Mendes fala dos investimentos feitos no Vale do Araguaia em todas as áreas, das expectativas de investimentos e cobra dos prefeitos da região para que ao invés de levar ofícios ao governo, que leve projetos convincentes para formar parcerias com seus municípios.

Publicados

Política

O Governo do Estado está pavimentando mais de 400 km de rodovias somente na região do Vale do Araguaia, inclusos dentro do maior programa de investimentos da história de Mato Grosso, o Mais MT. Além de ações em outras áreas, como saúde e educação. O governador Mauro Mendes concedeu entrevista exclusiva para OPioneiro e TV Cidade Interativa, no Palácio Paiaguás, em Cuiabá, quando respondeu perguntas sobre demandas de Canarana e de toda Região. Na oportunidade, ele instou os prefeitos a fazerem projetos e firmar parcerias para que mais obras aconteçam nos municípios.

Nota A do Tesouro Nacional

Mato Grosso acaba de receber, juntamente com outros dois estados, a nota A do Tesouro Nacional quanto à Capacidade de Pagamento, que se refere à saúde financeira do Governo, o que demonstra também a capacidade em fazer investimentos em todo o Estado. Para Mauro Mendes, essa realidade foi possível graças às medidas duras que foram tomadas, mas que eram necessárias no início da gestão. “O Estado de Mato Grosso estava à beira da falência […] Nós tínhamos salários atrasados, o 13º estava atrasado, folha com grandes problemas, no Mato Grosso eram quase 500 obras paradas”, recorda o govenador.

Conforme Mendes, a mudança dessa realidade só foi possível graças a muito empenho e trabalho. “Foi cortando as despesas e trabalhando para aumentar a receita, que nós equilibramos as contas públicas. Quando atinge esse equilíbrio e faz sobrar dinheiro para investimentos, é que o Tesouro Nacional faz essa boa avaliação que é a nota A”, complementa.

Utilizando o futebol como explicação, em outra parte da entrevista, o governador comparou o Mato Grosso como se fosse um time muito bom, mas que precisava de outro treinador. “Graças a Deus e a esse Estado maravilhoso, nossa equipe, a Assembleia ajudou, os produtores, os trabalhadores, tudo mundo, é uma conjunto, só que eu soube trabalhar para alinhar as coisas. Mato Grosso fosse um grande time, precisava de um técnico novo, que botou as coisas no lugar, que treinou melhor o time e hoje o time está ganhando todas a partidas”.

Obras no Araguaia

Mauro Mendes contou que hoje, quando ele recebe prefeitos da Região no Palácio Paiaguás, não recebe somente pedidos, mas muitos vão para agradecer pelo que já vem acontecendo. Entre os mais de 400 km de asfalto em construção no Vale do Araguaia, está a MT-100 no Sul, as MTs 326 e 020 no Médio Araguaia, além da MT-109 no Norte. Destaque também para a maior ponte do Mato Grosso, com quase 500 metros, em construção no Rio das Mortes.

“Lembro quando eu fui na cidade de Água Boa […] e aí um gauchão, não lembro o nome dele, falou assim: mas bá tchê, não me venha aqui prometer essa ponte do Rio das Mortes, porque já tem 20 anos que eu escuto essa promessa […] Eu disse: não vou prometer não, a única coisa que eu tenho prometido é trabalhar muito e trabalhar com seriedade. E graças a Deus está lá a ponte do Rio das Mortes a todo vapor”, contou o governador.

Leia Também:  Domingo de eleição no Tocantins e mais 20 municípios brasileiros

Projetos e Parcerias

Ao ser perguntado sobre a possibilidade de investir na construção do anel viário para a cidade de Canarana, o governador instou os prefeitos da região do Vale do Araguaia a produzirem projetos, garantindo que eles não serão renegados. “Não fica trazendo ofício para mim aqui não. Porque tendo o projeto, é o primeiro passo para ter a obra. E se tiver projeto, à medida que o dinheiro vai sendo arrecadado, a gente vai encaixando dentro da prioridade e aí a chance disso acontecer é maior. Pode ter a certeza que prefeitos que fizerem projetos, eles não vão perder esses projetos”, garantiu.

Mauro Mendes disse que gosta da palavra parceria. “Façam bons projetos, consistentes, tragam aqui, proponham parcerias, eu gosto muito disso, da palavra parceria, porque a gente ajuda quem se ajuda. ‘Governador, aqui vai custar dois milhões, me arruma um que o outro eu dou um jeito aqui’. Pronto, conversa boa, fecho na hora, porque estou vendo que ele está se esforçando do outro lado também […] Tenho a certeza que Canarana é uma bela cidade, importante, que vai continuar crescendo muito e vai ter sempre um olhar especial, como todo o Araguaia está recebendo esse olhar especial”, disse.

Concessões de rodovias

Governo de Mato Grosso tem repassado rodovias para a concessão da iniciativa privada. Conforme Mendes, se tiver a viabilidade, a MT-020 – que está em fase final de obras, tem 270 km, ligando Canarana a Paranatinga e que encurta em 200 km o trajeto da Região com Cuiabá-, poderá integrar essa lista. A proposta é o Governo construir as rodovias e depois repassar para concessão, garantindo assim um pedágio mais barato e uma estrada boa por décadas. “Construir é um primeiro passo, importantíssimo, mas tão importante quanto construir, é manter isso depois”, explicou.

Conforme o governador, por ser um estado produtivo, muitas carretas trafegam pelas rodovias do Mato Grosso, algumas com sobrepeso, o que danifica o asfalto. “O pior é ter estrada ruim e estrada ruim você estraga pneu, barra de direção, eixo de mola, estrada ruim você sabe a hora que sai, mas não sabe a hora que chega, muitas vidas já foram perdidas em estradas ruins”, disse, argumentando ainda que o Estado de São Paulo, os Estados Unidos, a Europa, ou mesmo a China, possuem boas estradas porque a maioria é pedagiada.

Leia Também:  MT recebe mais de 100 mil doses de vacinas contra a Covid-19 nesta terça-feira

31 de Março e Escola Militar

A reconstrução da Escola Estadual 31 de Março, em Canarana, foi a primeira obra iniciada no Governo de Mauro Mendes e foi uma das poucas promessas que ele fez durante a campanha. “Lembro muito bem da campanha, quando eu estive lá em Canarana e me levaram para ver essa escola […] Então ali eu lembro que prometi fazer essa escola, porque eu disse: poxa, como que pode uma escola no centro da cidade, uma cidade importante, pegaram as crianças e colocaram lá no Parque, que coisa horrível. E eu fiquei feliz, passei por lá, está quase pronta, uma belíssima escola que vai dar orgulho às crianças, aos pais, à cidade de Canarana”, contou.

Um dos anseios da comunidade escolar e dos representantes políticos de Canarana, é que a 31 de Março seja transformada em escola militar. Diante dessa demanda, Mauro Mendes respondeu que neste ano o Governo está abrindo 12 escolas militares no Mato Grosso onde tem companhia da Polícia Militar, sendo uma delas em Água Boa. No ano que vem serão mais 20 unidades como esse método. “Traz respeito, disciplina, o aluno sai de lá com um nível de educação muito melhor e os pais adoram isso, porque contribui com a formação”, disse.

Projetos para o restante do mandato

Por fim, Mauro Mendes também anunciou outros projetos que pretende implementar no restante do mandato, como o MT Iluminado, que vai fazer do Estado o único do Brasil que vai ter 100% dos seus municípios iluminados com lâmpadas de LED. “A população do Mato Grosso, de Canarana, do Araguaia, pode esperar um governo que vai continuar trabalhando muito, aplicando corretamente o dinheiro público, vamos cobrar marcha em todas as ações […] E, se Deus quiser, no final de 2022, nós teremos um Estado oferecendo serviços em todas as áreas, melhores”, finalizou.

BR-158, Social, Saúde e Zoneamento

O governador também respondeu perguntas sobre a pavimentação da BR-158, que atende o Norte Araguaia/Xingu, sob responsabilidade do Governo Federal; sobre o programa Ser Família Emergencial, de ajuda às famílias carentes nesse período de pandemia; sobre investimentos em saúde e o anúncio da construção de um novo hospital regional no Norte Araguaia; sobre o programa de pavimentação de aeroportos em municípios do Mato Grosso; sobre a burocracia presente no Estado brasileiro, que dificulta o andamento das ações; e sobre o Zoneamento Socioeconômico e Ecológico, que gera preocupações na classe produtora da Região.

ASSISTA A ENTREVISTA COMPLETA NO VÍDEO ABAIXO:

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política

DEM busca 5 cadeiras na Assembleia e 2 na Câmara

Publicados

em

Além de reeleger o governador Mauro Mendes, o presidente municipal do Democratas (DEM) e secretário de Estado de Cultura, Esporte e Lazer, Beto Dois a Um, antecipou que a sigla trabalha para tentar conquistar 5 cadeiras na Assembleia Legislativa e 2 na Câmara de Deputados nas eleições de 2022. Nesta semana, o gestor comentou sobre as articulações políticas e enfatizou que a legenda tenta estruturar uma chapa forte para o próximo pleito.
“Vamos trabalhar para construir uma chapa forte para eleger 5 deputados estaduais e 2 deputados federais. Vamos manter o DEM no trilho da boa política para fazer o diálogo com a sociedade”, disse.
No mês passado, lideranças Democratas se reuniram pela primeira vez para debater sobre as eleições de 2022. O encontro aconteceu após forte pressão dos irmãos Júlio e Jayme Campos, que são os principais protagonistas da base executiva da legenda.

Na ocasião, além de discutirem sobre a estruturação da chapa de deputados federais e estaduais, os dirigentes também debateram sobre a eventual reeleição do governador Mauro Mendes (DEM). “Ficou estabelecido que vamos caminhar fortemente para que o governador saia candidato à reeleição, entendemos que os números dessa gestão vem trabalhando e os resultados que ela vem dando são o maior cabo eleitoral para o governador”, complementou.

Leia Também:  Mato Grosso recebe 57.250 doses da Astrazeneca nesta quarta-feira (09)

Por fim, Beto disse ainda que o partido não pensa em lançar candidato para a disputa ao Senado, justamente por já ter o senador Jayme Campos como representante do partido em Brasília. Com isso, a legenda prevê fechar uma aliança política para apoiar um outro nome.

“Eu imagino que talvez a vaga do Senado venha por uma composição pra que a gente amplie nosso arco de alianças aí”, finalizou.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

PAU E PROSA

POLICIAL

CIDADES

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA