BARRA DO GARÇAS

Política

Nacional veta aliança do PP com PT e afunda projeto de Neri ao Senado em MT

Publicados

Política

O PP, sigla do Centrão que está na coligação do presidente Jair Bolsonaro (PL), anunciou nesta terça-feira um veto a coligações com o PT, partido do ex-presidente Lula, em todos os estados. A manifestação da cúpula do PP ocorreu dias depois de o partido ter entrado na Justiça Eleitoral no Piauí, estado de seu presidente licenciado, ministro Ciro Nogueira (Casa Civil), numa tentativa de proibir a circulação de imagens que mostrem Bolsonaro com candidatos apoiados pelo partido na disputa ao governo local.

Em paralelo à tentativa de esconder a imagem de Bolsonaro em estados do Nordeste, onde o presidente é considerado um candidato com forte rejeição, o PP fez um aceno ao Palácio do Planalto proibindo apoios ao PT em todo o país. Nogueira, presidente licenciado do PP, discursou ao lado de Bolsonaro na convenção nacional do partido, na última quarta-feira, e publicou registros do evento em suas redes sociais.

Já na convenção estadual do PP no Piauí, no fim de semana, a imagem de Bolsonaro não apareceu no evento que declarou apoio à candidatura de Silvio Mendes (União) ao governo, tendo como vice a deputada federal Iracema Portella (PP), ex-mulher de Nogueira. No estado, o PP alegou ser fake news qualquer imagem que vincule Mendes e Portella a Bolsonaro, sob o argumento de que o PL tem candidatura própria ao governo, com o major Diego Melo

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Nininho vai à Brasília solicitar ampliação da telefonia móvel em Mato Grosso
Propaganda

Política

Vereador assume vice na chapa de Márcia ao Governo; Neri troca suplente

Luizinho é vereador em Primavera do Leste

Publicados

em

O vereador de Primavera do Leste (240 km de Cuiabá), Luiz Carlos Magalhães, conhecido como Luizinho Magalhães (PP), deverá ser o escolhido para ser o candidato a vice-governador na chapa da primeira-dama de Cuiabá e candidata ao governo do Estado, Márcia Pinheiro (PV). Ele substituirá o ex-secretário de Cuiabá Vanderlúcio Rodrigues (PP), que voltará ao seu projeto inicial de disputar uma das cadeiras da Assembleia Legislativa (ALMT).

Vanderlúcio foi anunciado como vice de Márcia no sábado (6). Entretanto, durante a semana, o Partido Progressista (PP) pediu que o ex-secretário recuasse do projeto para fortalecer a chapa de candidatos a deputado estadual.

A sigla entende que a saída dele deixaria a chapa enfraquecida. A partir disso, a Federação Brasil pela Esperança, formada por PT, PV e PC do B, iniciou conversas.

Após muitas tratativas, o grupo partidário concluiu que o nome para compor com Márcia teria que vir do interior e chegou ao nome de Luizinho. As conversas estão bem avançadas e o parlamentar deverá ser anunciado na chapa de Márcia.

O vereador chegou a ser oficializado como candidato a deputado estadual, durante a convenção progressista, no dia 05 de agosto, mas com o possível recuo de Vanderlúcio, passou a ser o preferido. O 2º suplente do deputado federal e candidato ao Senado, Neri Geller (PP), também deverá ser alterado.

Leia Também:  Torixoréu realiza mais 50 cirurgias de catarata durante segunda etapa de mutirão

O presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetagri), Nilton Macedo (PT), é o favorito para assumir a vaga. A 1ª suplência continua com a ex- reitora da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) Maria Lúcia Cavalli Neder (PC do B).

Ele substituirá o ex-vice-prefeito de Juína (720 km de Cuiabá), Luiz Brás (PT). O motivo da mudança, porém, não foi informado pelo grupo partidário.

Nilton, que chegou a ser confirmado como candidato a deputado federal, é da cidade de Pontes e Lacerda (450 km de Cuiabá) e tem uma trajetória de mais de 20 anos de militância na agricultura familiar e em defesa dos trabalhadores.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

PAU E PROSA

POLICIAL

CIDADES

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA