Política

Secretária de Saúde de Pontal do Araguaia é investigada por assédio moral

Ministério Público do Trabalho instaurou inquérito para apurar possíveis fatos praticados pela atual secretária Maria Glória

Publicados

Política

Xigamentos, ameaças de demissões, menosprezo às pessoas, piadas, além de apelidos, esses são alguns dos motivos citados numa denúncia que levou o Ministério Público do Trabalho a instaurar inquérito civil para apurar possível assédio moral praticado pela secretária municipal de Saúde, Maria Glória da Silva, contra servidores da Prefeitura de Pontal do Araguaia, região Leste de Mato Grosso.

O procedimento investigatório instaurado no final de outubro será apurado pelo procurador do Trabalho, André Canuto de Figueiredo Lima, que designou um servidor para dá início a investigação, conforme determina a Constituição Federal.

A denúncia consta ainda que a secretária Glória assumiu o cargo recentemente, mas que atuava, (em tese), segundo o inquérito civil, nesta função na gestão anterior do ex-prefeito Gerson Rosa, de quem foi esposa e atuava “por trás” como “secretária de Saúde”.

Em contato com o prefeito Adelcino Lopo (MDB), disse ele à reportagem que irá prestar todas as informações (nomes, endereços e telefones das pessoas lotadas naquela Secretaria), que o MPT solicitar e que só vai tomar alguma providência se caso for comprovada a denúncia. O prefeito admitiu que Glória precisa melhorar o relacionamento e o atendimento, mas que prefere aguardar a investigação para não tomar decisão precipitada. A princípio, tudo continua como está, nenhum procedimento será feito para investigar tal fato.

Leia Também:  Taques cita vingança e diz ter orgulho de ser inimigo de Silval

A reportagem questionou a presidente da Câmara Municipal de Vereadores, Fabiana Corte (MDB), disse que ao tomar conhecimento da denúncia (via aplicativos de mensagens), entrou em contato com o prefeito que a teria pedido para que aguardasse. Ela disse ainda saber que membros do MPT de Cuiabá estariam vindo à Pontal do Araguaia para a apuração da denúncia e que o funcionário que teria sofrido o assédio (demitido) trabalhava na área administrativa da Secretaria.

Tentamos contato com a secretária Maria Glória via aplicativo de mensagens e por telefone, mas até o fechamento da matéria não havíamos recebido retorno. Ademais, atual secretaria, também é servidora pública concursada do Estado e agora está cedida ao município de Pontal do Araguaia, se constatado tal crime, poderá também responder processo administrativo aquela esfera.

Informações dão conta que o Ministério Público Estadual, pediu esclarecimentos de qual seria atuação de Maria Glória, na referida secretaria. Pois haviam questionamentos se a mesma estaria atuando sem estar nomeada.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política

Jayme Campos elogia governo pelo lançamento do Novo Marco de Garantias

Publicados

em

O senador Jayme Campos (DEM-MT) participou nesta quinta-feira (25.11), no Palácio do Planalto, do lançamento do “Novo Marco de Garantias: Crédito Simples e Barato”. A medida busca proporcionar crédito com menores taxas de juros. Para Jayme Campos, o governo federal acertou, já que o programa democratiza o acesso à garantia de financiamentos.

“Nestes tempos difíceis de crise econômica e sanitária, essa ação do governo, de permitir que os brasileiros tenham acesso a crédito mais barato se torna um grande alívio, na medida em que beneficia os que querem empreender, investir, realizar a compra da casa própria, ou até evitar juros mais altos nos financiamentos. O governo acertou e estamos prontos para trabalhar essa pauta no Congresso Nacional”, destacou.

Com juros baixos e acesso facilitado ao crédito, Jayme acredita que o Novo Marco de Garantias poderá trazer para a economia mais emprego e renda. “Haverá maior movimentação em diversos setores da economia como da construção civil e, com isso, o aquecimento do setor imobiliário, caindo o desemprego e, consequentemente, aumentando a renda do brasileiro”, afirmou.

Leia Também:  Silval mandou Nadaf pagar R$ 100 mil a jornalista, diz delegado

Durante o lançamento, o secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, destacou que o trabalhador, o empresário ou o empreendedor passarão a ter o direito de usar o valor já pago de um mesmo imóvel como garantia de mais de uma operação de financiamento. “Hoje, você vai em um banco com uma casa de R$ 1 milhão e pega R$ 100 mil emprestado, a casa toda fica para o banco. Está errado”, criticou.

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, avaliou que o Novo Marco de Garantias terá papel fundamental na recuperação econômica, atuando como “grande alavancador”. Ele destacou ainda que a medida melhora o perfil da dívida pública, uma vez que permite maior número de operações com prazos mais longos e taxas mais baixas, quando comparado ao crédito sem garantia.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

PAU E PROSA

POLICIAL

CIDADES

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA