a

Saúde

Cirurgia de 1ª dama é concluída; médico vê resultado “excelente”

Virgínia Mendes passou por operação para retirar tumor no pâncreas

Publicados

Saúde

Em comunicado publicado em suas redes sociais, a primeira-dama de Mato Grosso, Virgínia Mendes, informou que já foi submetida ao procedimento cirúrgico na manhã desta segunda-feira (13), num hospital em São Paulo. Ela foi diagnosticada com um câncer no pâncreas.

A publicação foi feita nos stories do instagram pela assessoria de Virgínia, que está sendo acompanhada pelo esposo, o governador Mauro Mendes (União) por dois filhos. “Informamos a todos que a cirurgia da primeira-dama Virginia Mendes acabou de ser realizada com sucesso”, diz a postagem.

O procedimento foi conduzido pelo médico Antônio Macedo, especializada em tratamento de câncer no Brasil. Na publicação, consta a informação de que o prognóstico realizado pelo médico especialista “foi excelente”.  No post, os responsáveis pedem haja continuidade das orações e boas energias em prol da primeira-dama.

“Vale ressaltar que o Dr. Macedo acompanha há anos a primeira-dama, sempre cuidando com muito zelo e amor de sua saúde. Mais que um médico, um amigo e um ser humano ímpar, um homem de muita fé“, consta em outra publicação feita pela assessoria no Instagram informando que Virginia “sempre faz questão de dizer e reforçar a alta confiança de sua família no especialista”.

Leia Também:  MP investiga 63 gestores públicos por recursos em MT

Na última sexta-feira (10), Virginia usou seu Instagram para falar abertamente sobre sua doença e também para desabafar sobre episódios políticos relacionados à atuação do esposo.

Ela relatou que este é o segundo câncer que foi diagnosticada. O primeiro foi um câncer de pelo identificado após uma mancha no couro cabeludo ter chamado atenção do cabeleireiro dela em dezembro de 2021.  Na publicação, Virginia explicou que os encaminhamentos já estavam agendados para ela ser submetida a cirurgia.

Por sua vez, Mauro Mendes chegou anunciar que iria tirar uma licença para acompanhar a esposa. Depois, mudou de ideia sobre a licença, pois decidiu que mesmo estando em São Paulo, continuará despachando e cumprindo compromissos inerentes ao cargo de governador.

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Saúde

Em uma semana, MT registra 9.396 casos de infecção por Covid-19

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 60 internações em UTIs e 81 em enfermarias públicas.

Publicados

em

Em uma semana, de segunda-feira (20) a domingo (26), Mato Grosso registrou 9.396 casos de infecção pelo coronavírus.

Nas últimas 24 horas, a taxa de internação em UTI Covid no Estado ficou em 70,79%.

Em enfermarias públicas, a taxa subiu de 16% para 17%, conforme o Painel Epidemiológico da Secretaria de Saúde.

 

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 60 internações em UTIs públicas e 81 em enfermarias públicas.

Nas últimas 24 horas, foram notificados mais 267 novos casos de Covid-19 em Mato Grosso.

Também nas últimas 24 horas, foram registradas mais duas mortes causadas pela doença.

Até agora, no total, foram registradas 14.979 mortes em decorrência do coronavírus.

A Secretaria de Estado de Saúde notificou, até a tarde deste domingo (26), 757.442 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso.

Dentre os dez municípios com maior número de casos estão: Cuiabá (135.443), Várzea Grande (53.569), Rondonópolis (44.283), Sinop (34.297), Tangará da Serra (24.341), Sorriso (23.277), Lucas do Rio Verde (23.318), Primavera do Leste (22.633), Cáceres (17.366) e Alta Floresta (16.999).

Leia Também:  Roubo de cargas e de carretas aumenta 92% em MT no último ano e caminhoneiros são rendidos na estrada

Dos 757.442 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 8.925 pessoas estão em isolamento domiciliar e 732.846 estão recuperadas.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

PAU E PROSA

POLICIAL

CIDADES

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA