Saúde

“Mesmo sem a União, aumentamos investimentos em saúde”

Publicados

Saúde

Os problemas enfrentados pelo Governo de Mato Grosso para manter os salários dos servidores em dia não devem prejudicar a situação dos serviços de saúde prestados à população.

Essa é a avaliação do governador Pedro Taques que, desde o começo da gestão, determinou à equipe econômica do governo rigor na aplicação dos repasses constitucionais.

De janeiro a dezembro de 2015, o Governo de Mato Grosso aplicou 13,12% de seu orçamento em saúde, acima do mínimo constitucional, que é de 12%.

Em 2016, segundo dados da Secretaria de Fazenda, esse índice deve aumentar e ultrapassar a casa dos 14%, já que o governo vem aplicando este ano cerca de R$ 50 milhões por mês no setor.

"Enquanto o Governo do Estado reforça investimentos na saúde, a União reduz. Em 2015, o governo federal transferiu para Mato Grosso R$ 243,7 milhões de recursos do Sistema Único de Saúde (SUS), 7,1% a menos do que o previsto para o período. Isso significa dizer que apesar da crise, mesmo sem ajuda da União, aumentamos investimentos em saúde", afirmou Pedro Taques, antes de iniciar a viagem com a comitiva do governo estadual rumo à Bolívia, Chile e Peru.

Leia Também:  Barra do Garças chega a 102 casos e sete óbitos por Covid-19

O secretário de Fazenda Paulo Brustolin lembrou que, quando o governador Pedro Taques assumiu, quase todas as unidades de saúde estavam sucateadas, entre elas o Pronto-Socorro de Cuiabá, com mais de 30 anos de existência.

“O governador teve coragem de fazer os investimentos necessários. Estamos construindo um novo Pronto-Socorro para a capital, um hospital digno, que a população de Cuiabá e de Mato Grosso merecem”.

Os gastos do atual governo com saúde vêm aumentando. Além das ações de saúde de responsabilidade do Estado, o governo repassa mensalmente R$ 2,5 milhões para o Hospital São Benedito, para a realização de cirurgias.

“Temos problemas na saúde pública do Estado, mas o governo vem enfrentando todos. O governador Pedro Taques não põe problemas embaixo do tapete e o governo não está parado na questão de saúde”, afirmou o secretário.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Saúde

Incêndio atinge hospital municipal em Cuiabá e pacientes são retirados às pressas

Mais de 60 pessoas internadas, incluindo todas que estavam na UTI, foram levadas para outros três hospitais da cidade. Não houve feridos no incidente.

Publicados

em

Um incêndio atingiu o Hospital Municipal de Cuiabá na noite deste domingo (15) e aproximadamente 65 pacientes precisaram ser transferidos às pressas para outras três unidades de saúde. Outros 15 permaneceram no local. Não houve feridos, segundo a prefeitura, e as chamas já foram controladas.

A ocorrência mobilizou o Corpo de Bombeiros, que precisou enviar oito viaturas de combate e apoio, e ambulâncias do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), usadas para fazer a transferência de pacientes internados.

Conforme a prefeitura e o Corpo de Bombeiros, o incêndio começou por volta das 19h, possivelmente em um aparelho de ar-condicionado de um dos quartos de enfermaria do segundo andar.

Incêndio no Hospital São Benedito, em Cuiabá, mobilizou bombeiros e ambulâncias do Samu — Foto: Ianara Garcia/TVCA

Incêndio no Hospital São Benedito, em Cuiabá, mobilizou bombeiros e ambulâncias do Samu — Foto: Ianara Garcia/TVCA

 

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Em Cuiabá, 57% dos adultos estão com excesso de peso ou obesos
Continue lendo

PAU E PROSA

POLICIAL

CIDADES

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA