Saúde

Mundo registra mais de 3 milhões de casos de Covid em 1 dia e bate novo recorde

Número foi novamente impulsionado pelos EUA, que registrou 1,48 milhão de novos infectados em 24 horas — novo recorde mundial e mais do que a Europa e a Ásia inteiras juntas.

Publicados

Saúde

Em meio à proliferação da variante ômicron do novo coronavírus, o mundo registrou pela 1ª vez mais de 3 milhões de casos de Covid-19 em apenas 24 horas. É o 4º recorde diário de novos infectados nos últimos 8 dias.

Foram 3,28 milhões de novos casos na segunda-feira (10), segundo dados compilados e divulgados nesta terça-feira (11) pelo “Our World in Data”, projeto ligado à Universidade de Oxford.

Antes da atual onda ligada à ômicron, o maior número de novos infectados em 24 horas era de 905 mil, registrados em 25 de abril de 2021, em meio ao colapso sanitário na Índia causado pela variante delta.

Pessoas esperam em fila para fazer teste de Covid-19 no Capitólio dos Estados Unidos, em Washington DC, em 10 de janeiro de 2022 — Foto: Getty Images via AFP

Pessoas esperam em fila para fazer teste de Covid-19 no Capitólio dos Estados Unidos, em Washington DC, em 10 de janeiro de 2022 — Foto: Getty Images via AFP

O novo recorde foi novamente impulsionado pelos Estados Unidos, que registrou 1,48 milhão de casos — novo recorde mundial e mais do que a Europa e a Ásia inteiras juntas.

Leia Também:  São Félix do Araguaia divulga cronograma de vacinação contra Covid – 19 na zona rural

A Europa registrou 991 mil novos infectados e a Ásia, 400 mil (1,39 milhão somados). Os continentes têm 748 milhões e 4,6 bilhões de habitantes, respectivamente, contra 332 milhões dos EUA.

O país também quebrou na segunda o recorde de hospitalizações causadas pela Covid-19 em apenas um dia (132 mil) e o maior número diário de crianças e adolescentes hospitalizados por causa do vírus (veja no vídeo abaixo).

Os 10 países com mais casos confirmados nas últimas 24 horas foram:

  1. EUA: 1,48 milhão
  2. Espanha: 292 mil
  3. Índia: 168 mil
  4. Reino Unido: 143 mil
  5. Itália: 117 mil
  6. França: 93,9 mil
  7. Austrália: 93,8 mil
  8. Argentina: 88 mil
  9. Canadá: 65 mil
  10. Turquia: 65 mil

No Brasil, mesmo com o apagão de dados e a instabilidade nos sistemas do Ministério da Saúde, foram registrados 34,2 mil novos casos nas últimas 24 horas. A média móvel registra uma alta expressiva de 617% em 2 semanas e voltou ao patamar de julho.

Mortes por Covid

Apesar da explosão no número de infectados no mundo, a quantidade de mortes não está crescendo na mesma proporção.

Leia Também:  Lázaro é baleado e morto em Goiás no 20º dia de buscas

Foram registrados oficialmente 6,4 mil óbitos em todo o planeta nas últimas 24 horas, e a média móvel de mortes nos últimos 7 dias está em 6,3 mil — mesmo patamar de outubro de 2020.

A média está abaixo inclusive da primeira onda da pandemia, em abril de 2020 (quando chegou a um pico de 7,1 mil).

O recorde de mortes em 1 dia no mundo segue sendo de 20 de janeiro de 2021 (18 mil), dia que marca também o recorde nos EUA (4,4 mil).

Enfermeiras cuidam de paciente com Covid-19 em um hospital de Marselha, na França, em 31 de dezembro de 2021 — Foto: Daniel Cole/AP

Enfermeiras cuidam de paciente com Covid-19 em um hospital de Marselha, na França, em 31 de dezembro de 2021 — Foto: Daniel Cole/AP

Os 10 países com mais mortes por Covid nas últimas 24 horas foram:

  1. EUA: 1.906
  2. Rússia: 726
  3. França: 280
  4. Índia: 277
  5. Itália: 227
  6. Vietnã: 212
  7. Espanha: 202
  8. Cuba: 167
  9. Hungria: 167
  10. Filipinas: 143
COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Saúde

Em 3 dias, MT tem mais de 7,2 mil teste positivos para covid-19 e 26 mortes

Entre as vítimas, está um centenário, um homem morador de Cuiabá, que morreu aos 102 anos

Publicados

em

Em três dias, mais de 7,2 mil mato-grossenses tiveram resultado para covid-19, sendo que 26 mato-grossenses não resistiram à ação do vírus e morreram, segundo boletim epidemiológico divulgado pelaSecretaria de Estado de Saúde (SES), esta segunda (24).

Entre as mortes, está novamente mais um centenário, um homem morador de Cuiabá, que morreu por conta da ação do coronavírus aos 102 anos.

Os dados levam em consideração o sábado (22) e o domingo (23), já que o boletim não é mais publicado aos finais de semana.

De acordo com o boletim, a ocupação de leitos de Unidades de Terapia Intensiva tiveram uma alta e chegou

a uma taxa de 82,8%. Já o percentual das enfermarias também subiu para 42%. Por estarem com sintomas leves

ou até assintomáticos, mais de 25,6 mil mato-grossenses estão em isolamento domiciliar.

No total, 764 pessoas estão internadas com a doença no Estado, considerando leitos públicos e privados. No

dia 3 de janeiro eram só 244. Um aumento de mais de 200%.

Leia Também:  HOME CARE- Empresa que fatura R$ 27 milhões é denunciada por mau serviço em MT

Os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 são Cuiabá (117.124). várzea Grande (44.652),

Rondonópolis (39.573), Sinop (28.292), Tangará da Serra (19.623), Sorriso (18.797), Lucas do Rio Verde (17.288),

Primavera do Leste (16.600), Cáceres (13.552) e Alta Floresta (12.083).

Desde o início da pandemia, já foram confirmados 601.453 casos da covid-19 em Mato Grosso, sendo 14.205

óbitos.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

PAU E PROSA

POLICIAL

CIDADES

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA