Saúde

Nova variante do coronavírus descoberta na África do Sul atinge jovens

A variante B.1.1.529 apresenta um número “extremamente alto” de mutações

Publicados

Saúde

Potencialmente muito contagiosa e com múltiplas mutações, uma nova variante da Covid-19 foi detectada na África do Sul, anunciaram cientistas sul-africanos nesta quinta-feira (25). Até o momento, foram registrados 22 casos, afetando principalmente jovens, de acordo com o Instituto Nacional de Doenças Transmissíveis (NICD).

Também foram relatados casos nos vizinhos Botswana e Hong Kong, em uma pessoa que voltava de uma viagem à África do Sul.

PUBLICAÇÃO DE ALERTA DO NICD:

 

 

A variante B.1.1.529 apresenta um número “extremamente alto” de mutações e “podemos ver que tem potencial para se espalhar muito rapidamente”, anunciou o virologista Túlio de Oliveira em entrevista coletiva online supervisionada pelo ministério da Saúde.

DESCOBERTA DA VARIANTE

A equipe do instituto de pesquisa KRISP, vinculado à Universidade de Kwazulu-Natal, foi quem descobriu a variante beta altamente contagiosa no ano passado.

As mutações do vírus inicial podem potencialmente torná-lo mais transmissível a ponto de torná-lo dominante: foi o caso da variante delta, registrada inicialmente na Índia e que, segundo a OMS, reduziu a eficácia das vacinas em termos de transmissão do vírus para 40%.

Leia Também:  MPF investiga parentes do prefeito de Confresa por receberem auxílio emergencial

 

 

Neste momento, os cientistas sul-africanos não têm certeza da eficácia das vacinas anticovid existentes contra a nova forma do vírus.

“O que nos preocupa é que esta variante pode não só ter uma capacidade de transmissão aumentada, mas também ser capaz de contornar partes do nosso sistema imunológico”, disse outro pesquisador, o professor Richard Lessells.

NOVA ONDA ATÉ O FINAL DE 2021

 

Cientistas temem nova onda da Covid-19 na África do Sul ainda em 2021
Legenda: Cientistas temem nova onda da Covid-19 na África do Sul ainda em 2021
Foto: South African Government/Divulgação

 

As estruturas de saúde devem esperar uma nova onda de pacientes nos próximos dias ou semanas, alertaram os cientistas. “O número de casos detectados e a porcentagem de testes positivos estão aumentando rapidamente”, confirmou o NICD em um comunicado, particularmente na província mais populosa de Gauteng, que inclui Pretória e Johannesburgo.

A África do Sul, oficialmente o país mais afetado pelo vírus no continente, registra um novo aumento na contaminação nas últimas semanas. Atribuída primeiramente à variante delta, a nova variante está na origem desse aumento “exponencial” e representa “uma grande ameaça”, segundo o ministro da Saúde, Joe Phaahla.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Saúde

Em 3 dias, MT tem mais de 7,2 mil teste positivos para covid-19 e 26 mortes

Entre as vítimas, está um centenário, um homem morador de Cuiabá, que morreu aos 102 anos

Publicados

em

Em três dias, mais de 7,2 mil mato-grossenses tiveram resultado para covid-19, sendo que 26 mato-grossenses não resistiram à ação do vírus e morreram, segundo boletim epidemiológico divulgado pelaSecretaria de Estado de Saúde (SES), esta segunda (24).

Entre as mortes, está novamente mais um centenário, um homem morador de Cuiabá, que morreu por conta da ação do coronavírus aos 102 anos.

Os dados levam em consideração o sábado (22) e o domingo (23), já que o boletim não é mais publicado aos finais de semana.

De acordo com o boletim, a ocupação de leitos de Unidades de Terapia Intensiva tiveram uma alta e chegou

a uma taxa de 82,8%. Já o percentual das enfermarias também subiu para 42%. Por estarem com sintomas leves

ou até assintomáticos, mais de 25,6 mil mato-grossenses estão em isolamento domiciliar.

No total, 764 pessoas estão internadas com a doença no Estado, considerando leitos públicos e privados. No

dia 3 de janeiro eram só 244. Um aumento de mais de 200%.

Leia Também:  Ex-candidato a governador, Muvuca atira na cabeça da ex-namorada e tenta se matar em seguida

Os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 são Cuiabá (117.124). várzea Grande (44.652),

Rondonópolis (39.573), Sinop (28.292), Tangará da Serra (19.623), Sorriso (18.797), Lucas do Rio Verde (17.288),

Primavera do Leste (16.600), Cáceres (13.552) e Alta Floresta (12.083).

Desde o início da pandemia, já foram confirmados 601.453 casos da covid-19 em Mato Grosso, sendo 14.205

óbitos.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

PAU E PROSA

POLICIAL

CIDADES

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA