Saúde

Pandemia lota 4 hospitais de MT em 100% e acrescenta alerta em outros 5, Barra do Garças é um deles

Publicados

Saúde

Foto Secom-BG Ilustrativa

A alta dos números relativos à pandemia da covid-19 em Mato Grosso ao longo das últimas semanas provocou um aumento vertiginoso na taxa de ocupação dos leitos de Unidades de Terapia Intensiva. Dados do painel do coronavírus da Secretaria de Estado de Saúde (SES) mostram que há 4 unidades hospitalares com 100% dos leitos de UTIs em uso.

Segundo o último boletim epidemiológico divulgado pela pasta, na tarde de quarta-feira (12), Mato Grosso tem uma taxa de ocupação média das UTIs em 70,13%. O índice está pouco mais de 3 dezenas distante do patamar registrado há exatos 7 dias, na penúltima quarta-feira (5), quando a taxa de uso era de 37,93%.

O aumento acelerado da demanda por leitos ocorre cerca de duas semanas após o período de festas de final de ano, que tradicionalmente registram aglomerações de pessoas. Em Mato Grosso, o entendimento em torno da liberação de festividades nessa época dividiu a opinião dos gestores, uma vez que houve proibição de festas públicas por parte do segmento de prefeitos enquanto algumas cidades promoveram shows.

Leia Também:  Cadeia publica de Barra do Garças tem surto de Covid-19

Os casos de lotação máxima das UTIs em Mato Grosso, até a tarde desta quinta-feira (13), são registrados nas cidades de Cuiabá, no Hospital Universitário Júlio Müller, no Hospital e Pronto Socorro Municipal e no Hospital Estadual Santa Casa e em Barra do Garças, no Hospital e Pronto Socorro Municipal Milton Pessoa Morbeck.

Contudo, há também unidades hospitalares que estão com índice de uso das UTIs próximos da lotação completa. Em Peixoto do Azevedo, o Hospital Regional está com 90% deste tipo de leitos em uso. Situação semelhante é registrada em Pontes e Lacerda, no Hospital Vale do Guaporé.

Em Várzea Grande, o Hospital Metropolitano conta atualmente com 81,25% das UTIs ocupadas, enquanto em Sinop o Hospital Regional tem apenas 20% deste tipo de leito disponível – situação que se repete no Regional de Querência.

Paralelamente, a taxa de ocupação das enfermarias também subiu nos últimos dias. Hoje, o índice de uso no Hospital Regional de Sinop é de 90%, enquanto no Metropolitano é de 77%. Em Várzea Grande, no Hospital e Pronto Socorro, e em Colíder, no Hospital Regional, a taxa está em 50%.

Leia Também:  Governador suspende aulas até fim de abril e diz: segurem as crianças em casa

Dados da SES mostram ainda que Cuiabá, Várzea Grande e Rondonópolis seguem liderando no pódio de cidades com mais casos registrados da doença até então.

Leia Também:  MT registra 667 casos e 24 mortes em 24h; são 43 mil casos e 1.580 óbitos

Ao todo, Mato Grosso registrou até então 569.551 contágios, dos quais em 542.053 casos as pessoas infectadas se recuperaram do vírus. Contudo, outras 14.114 não resistiram às complicações e morreram.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Saúde

Em 3 dias, MT tem mais de 7,2 mil teste positivos para covid-19 e 26 mortes

Entre as vítimas, está um centenário, um homem morador de Cuiabá, que morreu aos 102 anos

Publicados

em

Em três dias, mais de 7,2 mil mato-grossenses tiveram resultado para covid-19, sendo que 26 mato-grossenses não resistiram à ação do vírus e morreram, segundo boletim epidemiológico divulgado pelaSecretaria de Estado de Saúde (SES), esta segunda (24).

Entre as mortes, está novamente mais um centenário, um homem morador de Cuiabá, que morreu por conta da ação do coronavírus aos 102 anos.

Os dados levam em consideração o sábado (22) e o domingo (23), já que o boletim não é mais publicado aos finais de semana.

De acordo com o boletim, a ocupação de leitos de Unidades de Terapia Intensiva tiveram uma alta e chegou

a uma taxa de 82,8%. Já o percentual das enfermarias também subiu para 42%. Por estarem com sintomas leves

ou até assintomáticos, mais de 25,6 mil mato-grossenses estão em isolamento domiciliar.

No total, 764 pessoas estão internadas com a doença no Estado, considerando leitos públicos e privados. No

dia 3 de janeiro eram só 244. Um aumento de mais de 200%.

Leia Também:  Liberada desde ontem vacina contra gripe para toda população

Os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 são Cuiabá (117.124). várzea Grande (44.652),

Rondonópolis (39.573), Sinop (28.292), Tangará da Serra (19.623), Sorriso (18.797), Lucas do Rio Verde (17.288),

Primavera do Leste (16.600), Cáceres (13.552) e Alta Floresta (12.083).

Desde o início da pandemia, já foram confirmados 601.453 casos da covid-19 em Mato Grosso, sendo 14.205

óbitos.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

PAU E PROSA

POLICIAL

CIDADES

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA