Saúde

Xavante de MT é a primeira criança do Brasil a receber a vacina

Davi Xavante, de 8 anos, vive há um ano em São Paulo, onde faz tratamento de saúde

Publicados

Saúde

A primeira criança vacinada contra a Covid-19 no Brasil foi um menino indígena de 8 anos, Davi Xavante, que mora no estado de São Paulo, onde faz tratamento para uma doença genética. Ele foi imunizado nesta sexta-feira (14), no Hospital das Clínicas, na Capital paulista.

 

Nascido em uma tribo xavante no estado de Mato Grosso, Davi se mudou para Piracicaba (SP) há um ano para se tratar no Instituto da Criança do Hospital das Clínicas. Por causa do problema, ele tem dificuldades para andar e hoje usa uma órtese.

 

O ato da vacinação, que será acompanhado pelo governador João Doria (PSDB-SP), marca o início da imunização infantil para crianças de 5 a 11 anos, após semanas de resistência do governo Jair Bolsonaro (PL), que se contrapôs à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) na questão.

Nesta primeira etapa da campanha, a recomendação do Plano Estadual de Imunização de São Paulo é que os municípios priorizem as crianças de 5 a 11 anos com comorbidades, deficiência, indígenas e quilombolas. Daí a escolha de Davi para ser o primeiro a receber a vacina.

Leia Também:  MT têm outdoors contra Bolsonaro

 

Vulnerabilidade

 

O garoto indígena é filho do cacique xavante Jurandir Siridiwe. Durante nove meses, ele viajou mensalmente com menino para a capital paulista para que ele se submetesse ao tratamento.

 

Com a mudança para São Paulo, Davi foi levado para a casa de uma tutora em Piracicaba que o acompanha nas consultas rotineiras que faz no HC, com médicos das áreas de reabilitação e neurologia.

 

A responsável pela guarda dele é a pesquisadora Fernanda Viegas Reichardt, que é bacharel em direito e doutora em ecologia aplicada e, nos últimos meses, tem analisado os impactos da Covid nos povos indígenas brasileiros, chamando a atenção para a vulnerabilidade deles diante da doença.

 

O problema de locomoção do menino é estudado pelos especialistas do Instituto da Criança, que procuram identificar as razões da perda de parte dos movimentos das pernas.

 

Os profissionais também fazem um estudo genético completo com ele, já que na tribo há outras crianças com sintomas similares.

Leia Também:  Mato Grosso é contemplado com 29 vagas para 27 municípios neste ano

 

Davi receberá a vacina quase um ano depois da primeira pessoa vacinada no Brasil contra a Covid-19, a enfermeira Mônica Calazans. A imunização dela, revelada em primeira mão pela coluna no dia 17 de janeiro de 2021, simbolizou a esperança por dias melhores em meio ao enfrentamento da pandemia.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Saúde

Em 3 dias, MT tem mais de 7,2 mil teste positivos para covid-19 e 26 mortes

Entre as vítimas, está um centenário, um homem morador de Cuiabá, que morreu aos 102 anos

Publicados

em

Em três dias, mais de 7,2 mil mato-grossenses tiveram resultado para covid-19, sendo que 26 mato-grossenses não resistiram à ação do vírus e morreram, segundo boletim epidemiológico divulgado pelaSecretaria de Estado de Saúde (SES), esta segunda (24).

Entre as mortes, está novamente mais um centenário, um homem morador de Cuiabá, que morreu por conta da ação do coronavírus aos 102 anos.

Os dados levam em consideração o sábado (22) e o domingo (23), já que o boletim não é mais publicado aos finais de semana.

De acordo com o boletim, a ocupação de leitos de Unidades de Terapia Intensiva tiveram uma alta e chegou

a uma taxa de 82,8%. Já o percentual das enfermarias também subiu para 42%. Por estarem com sintomas leves

ou até assintomáticos, mais de 25,6 mil mato-grossenses estão em isolamento domiciliar.

No total, 764 pessoas estão internadas com a doença no Estado, considerando leitos públicos e privados. No

dia 3 de janeiro eram só 244. Um aumento de mais de 200%.

Leia Também:  MT têm outdoors contra Bolsonaro

Os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 são Cuiabá (117.124). várzea Grande (44.652),

Rondonópolis (39.573), Sinop (28.292), Tangará da Serra (19.623), Sorriso (18.797), Lucas do Rio Verde (17.288),

Primavera do Leste (16.600), Cáceres (13.552) e Alta Floresta (12.083).

Desde o início da pandemia, já foram confirmados 601.453 casos da covid-19 em Mato Grosso, sendo 14.205

óbitos.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

PAU E PROSA

POLICIAL

CIDADES

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA