Saúde

Secretaria de Saúde confirma primeiro caso de mucormicose associado à Covid em Santana do Araguaia

O quadro foi diagnosticado em um paciente idoso.

Publicados

Saúde

A Secretaria de Saúde do Pará (Sespa) confirmou nesta quinta-feira (10) o primeiro caso de mucormicose associada à Covid no estado.

O quadro foi diagnosticado em um paciente idoso, com a idade não revelada, que vive no município de Santana do Araguaia, no sudeste do estado.

De acordo com a secretaria, o paciente deu entrada no Hospital Regional de Conceição do Araguaia, município vizinho à Santana do Araguaia, com sintomas da doença.

Na unidade, ele foi diagnosticado com coronavírus e foi internado. Alguns dias depois ele teve melhora clínica e recebeu alta.

Após ser liberado, segundo a secretaria, o paciente apresentou piora no quadro. Ele procurou atendimento nos municípios de Araguaína e Palmas, ambos no Tocantins.

O idoso voltou a ser internado e só então recebeu o diagnóstico de mucormicose, e foi transferido para São Paulo onde faz tratamento.

A Sespa não deu mais detalhes sobre o estado de saúde do paciente. Também não foi informado se ele tem histórico de comorbidades.

Segundo a secretaria, este é o quarto caso de mucormicose registrado no Brasil, relacionado à Covid. Outros 15 casos da infecção foram detectados, mas em pacientes que não estavam com o coronavírus.

Leia Também:  Adeptos do peixe cru devem ficar atentos ao risco de contaminação

Além do Pará, casos da doença relacionados à Covid foram registrados em Fortaleza, Natal e São Paulo.

O que é a mucormicose

A mucormicose é uma infecção causada pelos fungos Mucorales e é conhecida há mais de um século, tendo sido descrita pela primeira vez em 1885.

A doença passou a ser relacionada à pacientes com Covid-19, após um surto na Índia que acometeu quase 9 mil pacientes.

O quadro mata mais de 50% dos pacientes. Muitos precisam passar por cirurgias mutilantes, que retiram partes do corpo afetadas pelo micro-organismo, como os olhos. Além disso, a doença é tratada com medicamentos controlados.

Por meio de nota, a secretaria de Saúde do Pará esclareceu que a mucormicose não é uma infecção contagiosa. A secretaria disse ainda que investiga o caso para descobrir o local onde o paciente foi infectado.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Saúde

Prefeitura de Barra do Garças renova leitos de UTI do Pronto Socorro com novas camas elétricas

As novas camas foram compradas para substituir seis leitos que estavam sendo alugados mensalmente para uso hospitalar.

Publicados

em

A Prefeitura de Barra do Garças, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, adquiriu recentemente oito novos leitos elétricos para a UTI do Pronto Socorro Municipal. As novas camas foram compradas para substituir seis leitos que estavam sendo alugados mensalmente para uso hospitalar, com a nova aquisição estão sendo economizados cerca de R$ 90 mil anuais aos cofres municipais.

As camas foram adquiridas através de recursos de emenda parlamentar, e o secretário de Saúde, Adilson Tavares, frisou que era um anseio antigo da gestão renovar os leitos do Pronto Socorro e deixar de pagar aluguel por camas hospitalares.

“Nossa visão é em breve substituir todos os leitos por camas novas, elétricas e modernas para melhor atender nossos pacientes. Estávamos pagando mais de R$ 1.300 mensais por cama aqui no hospital, seis eram alugadas, com essa economia também podemos investir mais na estrutura do Pronto Socorro e transformar a Saúde do nosso município”.

A coordenadora geral do Pronto Socorro, Alverina Kosanke, falou sobre a necessidade urgente das camas para atender os pacientes mais necessitados.

Leia Também:  Ministro da Educação prorroga prazo de pactuação para que municípios possam concluir obras inacabadas em MT

“Com as camas que chegaram nós já conseguimos acomodar os pacientes que mais precisavam, com mais conforto e de forma adequada. Estamos aguardando agora os novos leitos que ainda virão e que vão auxiliar no tratamento dos pacientes da UTI e da Semi Intensiva”.

De acordo com a Secretaria de Saúde, outras 14 camas estão em processo licitatório para aquisição e em breve devem chegar ao Pronto Socorro. Além disso, estão sendo adquiridos insumos e equipamentos hospitalares novos,  através de recursos do deputado estadual Nininho, no valor de R$ 200 mil, que irão contribuir com a renovação e modernização de todos os leitos de UTI e enfermaria do hospital.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

PAU E PROSA

POLICIAL

CIDADES

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA